Covid-19: Brasil registra 3 milhões de casos e 101 mil mortes neste domingo

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (9) novos números sobre a pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 3.035.422 casos confirmados da doença e 101.049 mortes registradas. Os casos recuperados somam 2.118.460. 

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 23.010 novos casos e 572 mortes.

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 627.126 casos e 25.114 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (193.029 casos e 3.953 óbitos), Ceará (188.542 casos e 7.954 óbitos) e o Rio de Janeiro (178.850 casos e 14.080 óbitos)

De acordo com o Ministério da Saúde, 3.566 casos estão em investigação.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro acusa TV de comemorar as 100 mil mortes por Covid-19

O presidente Bolsonaro acusou uma “grande TV” de comemorar o recorde de 100 mil mortes por Covid-19 atingido neste sábado (8). Neste domingo (9), o Brasil já tem 101.049 mortos pela doença.

Sem dizer o nome da emissora, ele escreveu: “De forma covarde e desrespeitosa aos 100 mil brasileiros mortos, essa TV festejou essa data no dia de ontem, como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos.”

Ele ainda acusou a emissora de espalhar o pânico na população e a discórdia entre os Poderes.

Pois ora, uma doença capaz de matar 100 mil pessoas em 5 meses no brasil tem potencial para causar pânico, medo e receio que devem se traduzir em extremo cuidado para evitar a contaminação.

Se isso tivesse acontecido, muitas dessas 100 mil vidas teriam sido poupadas.

Já a deputada bolsonarista Carla Zambelli, disse que a esquerda parece comemorar as 100 mil mortes; mas que o mais importante é que o Brasil já soma 2 milhões de curados:

Ela não atina para o fato de que só há um grande número de curados porque muita gente foi infectada. E isso aponta para a tragédia das 100 mil mortes.