Bolsonaro dispara contra a Globo e quer saber dos repasses de Messer à família Marinho

O presidente Jair Bolsonaro foi ao Twitter, nesta manhã de segunda-feira (19), para atacar a Rede Globo. Após a intensa repercussão na Internet sobre a pergunta do depósito de R$ 89 mil na conta da primeira-dama Michelle Bolsonaro feita por Fábrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro.

A pergunta de um repórter da Globo sobre o depósito de Queiroz para a primeira-dama fez Bolsonaro perder a compostura e ameaçar o jornalista: “Vontade de encher sua boca de porrada”, declarou o presidente.

O episódio ocorrido neste domingo (23) teve intensa repercussão na imprensa e entidades de classe condenaram mais uma agressão de Bolsonaro contra o trabalho de jornalistas. Além disso, nas redes sociais mais de um milhão de internautas fizeram posts com a mesma pergunta indigesta para o clã Bolsonaro.

No Twitter, Bolsonaro pediu explicações da família Marinho sobre o repasse do doleiro Dario Messer à família Marinho, proprietária da corporação. O presidente também disse ser alvo de perseguição da Globo.

LEIA TAMBÉM:

O Brasil quer saber “Por que Michelle Bolsonaro recebeu R$ 89 mil de Queiroz?”

Bolsonaro volta a ser Bolsonaro: ‘Minha vontade é encher tua boca na porrada’

Bolsonaro engole o debate e a oposição

O caso Dario Messer

Dario Messer, conhecido como o “doleiro dos doleiros”, afirmou no dia 12 de agosto ao Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) que fazia de 2 a 3 repasses mensais à família Marinho, proprietária da Rede Globo.

Em seu depoimento, ele afirmou ter repassado dólares em espécie para a família Marinho, dona da Rede Globo, diversas vezes. Messer declarou que os valores variavam de US$ 50.000 a US$ 300 mil por remessa.

Os pacotes de dinheiro aconteciam desde os anos 90 dentro da sede da Rede Globo, no Rio de Janeiro, para um funcionário identificado como José Aleixo.

A informação foi divulgada pela revista Veja.