Réveillon em Copacabana é cancelado pela prefeitura do Rio de Janeiro

Publicado em 26 julho, 2020

A prefeitura da cidade do Rio de Janeiro cancelou o tradicional réveillon realizado na orla de Copacabana por conta da pandemia do coronavírus. Segundo a Riotur, “o réveillon não é um evento rígido e pode acontecer de diversas formas, que não apenas reunindo 3 milhões de pessoas na Praia de Copacabana”.

Nos próximos dias, a Riotur apresentará ao prefeito Marcelo Crivella diferentes formatos possíveis para o evento da virada, sem presença direta de público, em um modelo virtual, onde será possível atingir o público pela TV e pelas plataformas digitais, preservando prioritariamente a segurança das pessoas e considerando também uma atmosfera de reflexão e esperança diante de tantas perdas sofridas.

.

“Ressaltamos que todos os conceitos desenvolvidos e analisados pela Riotur têm sua viabilidade financeira focada 100% na iniciativa privada, considerando o cenário atual onde os recursos da prefeitura do Rio estão destinados ao combate da pandemia”, disse a empresa.

LEIA TAMBÉM:

Globo e Folha “esquecem” o genocídio de Bolsonaro para salvar a “Pauta Guedes”

.

Bolsonaro teme os efeitos de uma derrota de Trump na eleição brasileira de 2022

Brasil registra 1.211 mortes e 51.147 novos casos de Covid-19 neste sábado

A Riotur informou ainda que, seguindo o cronograma dos anos anteriores, o réveillon começaria a ser desenvolvido em agosto. “Isto significa dizer que não há etapas a serem cumpridas pela prefeitura neste momento e estamos dentro do cronograma natural”.

.

O evento tradicional, além de festejar a virada do ano, é uma fonte de ingresso de recursos para cidade do Rio, impactando também na geração de renda e de negócios vinculados ao turismo.