Alexandre de Moraes

PSOL pede que Moraes inclua no inquérito das Fake News perfis apagados pelo Facebook

A bancada do PSOL na Câmara dos Deputados protocolou uma petição no Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando que o ministro Alexandre de Moraes inclua no inquérito das Fake News os perfis bolsonaristas que foram apagados pelo Facebook. Moraes é o relator do caso no Supremo.

Os deputados do PSOL também pediram ao ministro do STF a busca e apreensão de provas e indícios que liguem as contas extintas ao objeto do inquérito, “diante da possibilidade de ocultamento e destruição de provas”.

“Dada a gravidade dos fatos, solicitamos busca e apreensão de todas as provas e indícios nas investigações em curso que envolvam os fatos narrados na presente petição, nos termos do Código de Processo Penal (art. 282), com a urgência que se faz necessária, diante da possibilidade de ocultamento e destruição de provas”, afirmam no documento.

LEIA TAMBÉM:

STF vai julgar suspeição de Moro em agosto, diz Gilmar Mendes

Caiu na rede: Bolsonaro faz propaganda da ‘Cloroquina Patriota’; assista

Geddel é diagnosticado com Covid-19 em presídio na Bahia

O Facebook anunciou nesta quarta-feira (8) que desarticulou uma rede de fake news e perfis falsos ligados ao PSL e a funcionários dos gabinetes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e dos deputados estaduais pelo PSL do Rio de Janeiro Anderson Moraes e Alana Passos. O anúncio foi feito numa ligação com jornalistas de diferentes países, incluindo do Brasil.