Velha mídia tenta fazer o vice Mourão um “Al Gore” durante a pandemia

A Globo já trata o vice Hamilton Mourão (PRTB) como presidente da República, embora Jair Bolsonaro (sem partido) continue enfiando ‘bolas nas costas’ da emissora. Vide o caso da transmissão da final Flamengo e Fluminense, na próxima quarta-feira, que será feita ineditamente pelo SBT de Silvio Santos.

Mourão comanda o Conselho da Amazônia, gancho perfeito para a velha mídia elevá-lo à condição “protetor do meio ambiente” e compará-lo, subliminarmente, ao ex-vice de Bill Clinton, Al Gore.

Gore foi candidato do Partido Democrata à Presidência dos Estados Unidos na eleição do ano 2000. Perdeu de George W. Bush.

Veterano da guerra do Vietnã, Al Gore é jornalista e já era ambientalista antes mesmo de assumir a vice de Clinton. Em 2007, Gore ganhou o Prêmio Nobel da Paz, junto com o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU.

Sob o nariz de Hamilton Mourão, comandante do Conselho, houve aumento de 25% no desmatamento da Amazônia em comparação ao primeiro semestre de 2019.

O governo publicou no “Diário Oficial da União” desta sexta-feira (10) decreto prorrogando até 6 de novembro o emprego da presença das Forças Armadas na Amazônia Legal.

Quem irá indicar Mourão para o Nobel da Paz?

LEIA TAMBÉM

Dois agricultores do MST são assassinados em acampamento no Rio de Janeiro

Publicado em 11 julho, 2020

Um acampamento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em São Pedro da Aldeia, interior do estado do Rio de Janeiro, foi atacado nesta semana.

Dois agricultores sem terra, Seu Tião e Mineiro, do acampamento Emiliano Zapata foram assassinados. Veja a mensagem do MST:

“‼ É com revolta e indignação que repudiamos o ataque covarde ao acampamento Emiliano Zapata, em São Pedro da Aldeia (RJ). O ataque resultou no assassinato de dois lutadores, Seu Mineiro e Seu Tião.#BastaDeViolência #DespejoNão #ForaBolsonaro #TodosPelaReformaAgrária”

O deputado Marcelo Freixo também denunciou o atentado:

“URGENTE! O acampamento do MST em São Pedro da Aldeia (RJ) foi atacado por pistoleiros, e dois agricultores, Seu Tião e Mineiro, foram covardemente assassinados. Exigimos que os mandantes sejam identificados e punidos. Minha solidariedade às famílias e aos trabalhadores sem terra.”