Madonna ‘desafina’ a favor da cloroquina e Instagram acusa fake news

Publicado em 29 julho, 2020

A cantora Madonna “desafinou” no Instagram em postagem que defende o uso da hidroxicloroquina como um remédio eficaz para combater a Covid-19. A plataforma sinalizou o post da artista como “fake news” nesta terça-feira (28).

“A verdade irá nos libertar! Mas algumas pessoas não querem ouvir a verdade. Principalmente pessoas no poder que só querem ganhar dinheiro com essa demorada busca pela vacina, que já foi comprovada e está disponível há meses. Eles preferem deixar o medo controlá-los e deixar os ricos mais ricos enquanto os pobres e doentes ficam mais doentes”, escreveu Madonna na publicação -, que ainda cita a médica Stella Immanuel como a “sua heroína”.

.

Além de notificar o post como falso, a plataforma incluiu um link que direciona os usuários a uma página que desmembra as reivindicações citadas no vídeo e explica que ainda não há vacina contra o coronavírus. Após a notificação sobre fake news, o conteúdo foi retirado da página da cantora.

Apesar da polêmica em torno da cloroquina, a comunidade científica e médica em sua maioria reprova o uso do componente fármaco como eficaz para o tratamento do coronavírus.

.

LEIA TAMBÉM:

Moro responde a Aras [via Globo]

Coração de pedra, Bolsonaro veta prioridade a mulher chefe de família no pagamento do auxílio emergencial

.

Entidades lançam manifesto em defesa de Felipe Neto, alvo de ataques de bolsonaristas

Brasil se aproxima de 90 mil mortes pela Covid-19 nesta terça

O Ministério da Saúde atualizou na noite desta terça-feira (28) os dados sobre o avanço da Covid-19 pelo Brasil. Nas últimas 24 horas, o país registrou 921 mortes, elevando o total de óbitos a 88.539. No balanço apresentado pelo ministério não estão os números do estado de São Paulo desta terça.

.

Entre segunda e terça, a pasta confirmou 40.816 novas infecções pelo novo coronavírus – agora, o total oficial de casos chega a 2.483.191.

Segundo o governo federal, 673.092 pacientes seguem em acompanhamento e 1.721.560 pessoas se recuperaram da Covid-19.