Frota condenado por atacar Gilberto Gil penhora bens para pagar indenização

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB), ex-bolsonarista, terá que listar bens para serem penhorados como garantia de indenização em uma ação movida contra ele pelo cantor e compositor Gilberto Gil.

O parlamentar foi condenado por ofensas contra o artista em uma rede social. O valor devido pela ação, com valores corrigidos, já ultrapassa os R$ 90 mil.

Uma decisão anterior da 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro chegou a determinar bloqueio de valores nas contas bancárias do deputado, no entanto, o valor encontrado nas reservas foi de apenas R$ 122,21.

LEIA TAMBÉM:

Brasil bate recorde com 67.860 novos casos de Covid-19 em 24 horas

Centrais sindicais manifestam solidariedade aos metalúrgicos da Renault em greve

Corregedor do MP abre investigação contra Dallagnol por críticas a Toffoli

A juíza Renta Gomes Casanova determinou que a apresentação de bens seja feita no prazo de até 10 dias. “Defiro o bloqueio online, porém o valor encontrado mostrou-se irrisório”, diz parte da decisã