Bolsonaro repete ‘fake news’ ao dizer que a esquerda defende a pedofilia

O presidente Bolsonaro continua sendo a maior fonte geradora de ‘fake news’ do País. Em postagem feita na tarde desta terça-feira (14) ele disse que “a esquerda busca meios de descriminalizar a pedofilia”.

A estratégia é simples. Demonizar seus oponentes e colocar-se como único salvador possível da tragédia inventada por ele mesmo.

Veja o que escreveu Bolsonaro em sua conta no Twitter:

“- Enquanto a esquerda busca meios de descriminalizar a pedofilia, transformando-a em uma mera doença ou opção sexual, apresentei um PL que aumenta em 50% a pena para esses crimes.

– Parabéns @DHumanosBrasil @DamaresAlves pela iniciativa do PL e defesa da família.”

A pedofilia em si não é tipificada como crime e isso gera alguma confusão da qual Bolsonaro e seus seguidores se aproveitam. O crime ocorre quando uma pessoa abusa sexualmente de uma criança, cometendo o ilícito chamado de “estupro de vulnerável”. Outra atitude criminosa é a produção ou propagação de imagens eróticas envolvendo crianças.

Ninguém da esquerda nunca se manifestou para que essas ações de abuso, estupro ou posse de imagens eróticas de crianças deixassem de ser crime. Portanto o presidente Bolsonaro mente mais uma vez para demonizar seus adversários políticos.

Foi dessa forma que ele ganhou a eleição, e é assim que ele se mantém no poder.

Bolsonaristas rompem trégua com STF e convocam ato para o próximo domingo

Durou pouco a trégua dos bolsonaristas com o Supremo Tribunal Federal (STF) e a mesa diretora do Congresso Nacional. Nas redes sociais, diversos parlamentares e grupelhos de militantes bolsonaristas convocam uma manifestação de rua para o próximo domingo (19) em defesa do governo do presidente Jair Bolsonaro.

Após as ações do STF contra o gabinete do ódio, o desmantelamento do chamado “Acampamento dos 300” e a prisão de Fábrício Queiroz – ex-assessor de Flávio Bolsonaro – os apoiadores de extrema-direita do governo ensaiaram um recuo tático para aliviar o cerco. Recuperados do susto, os bolsonaristas voltam à carga contra a democracia e o estado de direito.

Uma das mais destacadas parlamentares bolsonaristas, a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) engrossou a convocação do ato do próximo dia 19, em Brasília, nas redes sociais.

“Neste domingo está confirmado ato em prol do Brasil, em apoio ao governo Bolsonaro e pela liberdade no nosso país!”, escreveu a deputada, levantando a hashtag #Dia19EuVou.

LEIA TAMBÉM
Dino “racha” a frente ampla com Maia sobre “ausência” de Bolsonaro

Flávio Dino ‘especula’ sobre incorporação do PCdoB pelo PSB

Vox Populi aponta que o fim do governo Bolsonaro está muito próximo; confira a pesquisa

A manifestação convocada ignora o avanço da pandemia do coronavírus no país, que recomenda o isolamento social e evitar a concentrações de pessoas.

Mais uma vez, se comprova que com o fascismo não é possível uma atitude de complacência e de acordos de apaziguamento.