Weintraub “caiu para cima” com salário de R$ 1,39 milhão no Banco Mundial

O ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub, “caiu para cima” ao ser anunciado como diretor do Banco Mundial. A expressão foi usada pelo personagem Capitão Nascimento, do filme Tropa de Elite 2, que vem a calhar nesses tempos de milícia e de governo Jair Bolsonaro.

“Eu não caí para baixo, parceiro, eu caí para cima”, diz na película a personagem do ator Wagner Moura.

Dito isso, Weintraub foi demitido do MEC para ser diretor executivo do Banco Mundial. Seu salário anual será de US$ 258,570, o equivalente a US$ 21.547 por mês.

Em reais, com a cotação de R$ 5,38, isso equivale a R$ 115.922 mensais. Ou, em um ano, R$ 1,391 milhão ao ano.

LEIA TAMBÉM

  • ‘Weintraub ajudou a quebrar o Banco Votorantim’, diz Maia
  • Época de quadrilha, nenhuma operação policial hoje
  • STF nega habeas corpus e Sara Winter permanece presa
  • Queiroz já é “comunista” na Austrália, segundo as redes sociais
  • Miliciano Adriano da Nóbrega transferiu mais de R$ 400 mil para conta de Queiroz, aponta MP
  • Caso Rachadinhas-Flávio Bolsonaro: Cadê a esposa de Queiroz?
  • Abraham Weintraub, o pior ministro que a Educação já teve, “caiu para cima” porque é protegido pela organização do astrólogo Olavo de Carvalho. Se não tivesse a retaguarda do guru, muito provavelmente, o ex-ministro teria de entrar na fila do auxílio emergencial.

    O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), explicou porque Weintraub não deveria ser indicado para uma diretoria do Banco Mundial.

    “Não sabem que ele trabalhou no Banco Votorantim, que quebrou em 2009, e ele era um dos economistas do banco”, disse Maia em entrevista coletiva nesta quinta-feira (18).

    Questionado se acha que Weintraub vai quebrar o Banco Mundial, Maia respondeu que a pergunta deve ser feita para quem o indicou ao cargo, no caso, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

    Assista ao vídeo: