TV Portuguesa faz piada com ‘live’ de Bolsonaro e Ave Maria desafinada; assista

Apresentadores da TV Portuguesa ridicularizaram a bizarra apresentação do presidente da Embratur, Gilson Machado, tocando Ave Maria de Schubert na ‘live’ de Bolsonaro na quinta-feira (25).

O vídeo com as reações de João Miguel Tavares, Ricardo Araújo Pereira, Carlos Vaz Marques e Pedro Mexia foi compartilhado pelo jornalista Samuel Pancher no Twitter. Confira as reações dos comentaristas portugueses:

A apresentação deveria ser uma ‘homenagem’ aos mortos pela Covid-19, que já somam 57 mil pessoas. Mas essas vítimas, muitas delas mortas pelo descaso do presidente, mereciam homenagem melhor do que essa desafinação.

Notícias ao vivo do Coronavírus: 10 milhões de casos e meio milhão de mortos no mundo

O mundo atingiu neste domingo (28) meio milhão de mortos e 10 milhões de casos confirmados do novo coronavírus. Os Estados Unidos lideram o ranking, seguido do Brasil.

Os países com maior número absoluto de mortos pela Covid-19 são, por ordem:

  1. Estados Unidos (125.714)
  2. Brasil (57.070)
  3. Reino Unido (43.634)
  4. Itália (34.738)
  5. França (29.781)

Já em relação a casos confirmados, os países dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro se mantêm na primeira e segunda posição, respectivamente. Depois, estão Rússia (633.542), Índia (528.859) e Reino Unido (312.640).

A velha mídia brasileira, que montou apuração paralela dos casos de Covid-19, por meio da Globo, irá apresentar reportagem especial neste domingo no programa Fantástico.

O presidente Bolsonaro chegou dizer, no início, que seria apenas uma “gripezinha” e ele, que foi atleta, estava imune ao vírus.

Na última quinta-feira (25), durante sua live semanal, Jair Bolsonaro admitiu pela primeira vez que poderia ter contraído o coronavírus, numa semana em que hackers foram presos porque acessaram dados e exames pessoais do presidente da República.

LEIA TAMBÉM

Bolsonaro, sem máscara, provoca aglomeração em Minas Gerais; assista

O presidente Jair Bolsonaro voltou a provocar aglomerações durante passagem neste sábado (27) por Minas Gerais, onde visitou um agrupamento militar, em Araguari. Bolsonaro, mais uma vez, ignorou uma das principais medidas de proteção contra a Covid-19: o uso de máscara.

O próprio Bolsonaro compartilhou um vídeo nas redes sociais da visita ao Triângulo Mineiro, que revela o seu descaso com os riscos da transmissão de contágio da Covid-19.

Por conta da resistência em cumprir medidas de distanciamento social e de combate ao novo coronavírus, a Justiça Federal em Brasília determinou a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção pelo presidente da República.

Veja o vídeo:

Bolsonaro recorre para não usar máscara em Brasília. Pode isso, Arnaldo?

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) mandou a AGU (Advocacia-Geral da União) recorrer da obrigatoriedade dele usar máscara quando sair em público em Brasília.

O juiz federal do DF, Renato Borelli, concedeu liminar na terça-feira (23) tornando mais rígida a fiscalização sobre o presidente da República.

Desde 30 de abril, o uso da máscara é obrigatório no Distrito Federal. No entanto, até agora, o presidente Bolsonaro vem ignorando a determinação da lei e do magistrado.

Bolsonaro corre o risco de levar multa de R$ 2 mil pelo descumprimento da ordem judicial que, segundo o juiz, “como autoridade máxima do Poder Executivo, o presidente da República deve zelar pelo cumprimento de todas as normas vigentes no país”.

Borelli escreveu ainda que há “inúmeras imagens do réu Jair Messias Bolsonaro transitando por Brasília e entorno do Distrito Federal, sem utilizar máscara de proteção individual, expondo outras pessoas à propagação de enfermidade que tem causado comoção nacional”.

Para a AGU, não cabe uma decisão específica do magistrado do DF impondo a obrigação individualmente para Bolsonaro.