Polícia prende bolsonarista que ameaçou governador Ibaneis Rocha

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu, neste domingo (14), um dos militantes bolsonaristas que ameaçaram o governador Ibaneis Rocha (MDB) em vídeos que circularam no WhatsApp após retirada de acampamento a favor do presidente da República da Esplanada dos Ministérios.

Uma mulher que tentou impedir a ação dos policiais e danificou uma viatura também foi conduzida à Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), localizada no Departamento de Polícia Especializada (DPE).

O homem preso é Renan Silva Sena, que também chegou a agredir enfermeiras em manifestação na Praça dos Três Poderes, em maio.

Foi lavrado um auto de prisão em flagrante contra ele por crime contra a honra e contra a mulher, por ter tentado impedir a condução dele, agredindo policiais.

A ação ocorreu no mesmo dia em que manifestantes furaram o bloqueio feito pela Polícia Militar na Esplanada dos Ministérios a fim de coibir atos no local.

LEIA TAMBÉM:

Renan da Silva Sena era funcionário terceirizado do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH). Em 1° de maio, ele chegou a xingar e cuspir em enfermeiras durante ato realizado na Praça dos Três Poderes.

No ministério chefiado por Damares Alves, Sena atuou como analista de projetos do setor socioeducativo. O contrato dele foi feito por intermédio da G4F Soluções Corporativas Ltda.

Contratada por R$ 20 milhões, a empresa presta serviços nas áreas de apoio administrativo e operacional à pasta e demitiu o funcionário em 04 de maio.

*Do Metrópoles