Ministro da Justiça pede à PF investigação sobre vazamento de dados da família Bolsonaro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, André Mendonça, pediu nesta terça-feira (2) à Polícia Federal abertura de inquérito para investigar o vazamento de dados pessoais do presidente Jair Bolsonaro, seus filhos, ministros, empresário e políticos bolsonaristas.

O vazamento foi feito na noite de ontem (1º) pelo grupo de hackers Anonymous Brasil através de postagens no Twitter. As publicações traziam dados pessoais como endereços, telefones, propriedades de bens, carros com os números de registros e placas, contas bancárias, salários, movimentações financeiras, etc.

LEIA TAMBÉM:
Celso de Mello arquiva pedido de apreensão de celular de Bolsonaro

Saiba por que Lula desbancou William Bonner nas redes sociais

Roberto Requião: “Sempre a mesma coisa, a mesma merda, sempre”

Entre as vítimas dos ataques dos hackers estão o presidente, seus filhos (o senador Flávio Bolsonaro, o deputado federal Eduardo Bolsonaro e o vereador Carlos Bolsonaro); o ministro da Educação, Abraham Weintraub e a ministra da Mulher e Direitos Humanos, Damares Alves; o deputado estadual Douglas Garcia (PSL-SP) e o empresário Luciano Hang, apoiador do governo.

O Twitter apagou as postagens pouco tempo depois e também baniu o perfil do Anonymous Brasil por violar as regras da empresa.

Com informações do G1