‘Governo Bolsonaro usa PF para criminalizar o PT’, denuncia o partido

Publicado em 6 junho, 2020

Em nota divulgada nesta tarde de sábado (6), a direção nacional do Partido dos Trabalhadores (PT) alerta para mais uma tentativa de criminalização do partido armada pelo governo federal.

Segundo o PT, “na quinta-feira, pessoas que se diziam agentes da Polícia Federal estiveram na sede do Diretório Nacional do PT em Brasília e do PT do Distrito Federal. Sem se identificar funcionalmente e sem portar mandado judicial, disseram investigar a suposta presença de seguranças privados em manifestações públicas na Praça dos Três Poderes, nos dias 21 de maio e 4 de junho”.

Para o PT “trata-se de um procedimento de intimidação à margem do devido proceso legal e do estado democrático de direito, típico de um estado policial como tivemos no Brasil no período da ditadura”.

Leia a íntegra da nota oficial do PT:

Na última quinta-feira (4/6), pessoas que se diziam agentes da Polícia Federal estiveram na sede do Diretório Nacional do PT em Brasília e do PT do Distrito Federal. Sem se identificar funcionalmente e sem portar mandado judicial, disseram investigar a suposta presença de seguranças privados em manifestações públicas na Praça dos Três Poderes, nos dias 21 de maio e 4 de junho.

Apesar de solicitação dos advogados do partido, até hoje não nos foi dado a conhecer oficialmente nenhum procedimento formal de inquérito para que o partido possa se defender de eventual acusação.

LEIA TAMBÉM:

Movimento pró-democracia anuncia novo local de manifestação em SP

Justiça proíbe manifestação na Avenida Paulista neste domingo

Bolsonaro ameaça retirar Brasil da OMS

Trata-se de um procedimento de intimidação à margem do devido processo legal e do estado democrático de direito, típico de um estado policial como tivemos no Brasil no período da ditadura.

Diante do histórico de manipulação do aparato repressivo por parte do governo Bolsonaro para difamar, intimidar e criminalizar adversários políticos, o PT faz o seguinte alerta à sociedade:

1) As manifestações de 21 de maio (dia da apresentação do pedido coletivo de impeachment por 7 partidos, 53 juristas e mais de 400 entidades) e do dia 4 de junho (em protesto contra a discriminação de mulheres e negros) foram organizadas por diversos movimentos, entidades e cidadãos e são asseguradas pela Constituição Federal.

2) A batida policial de quinta-feira às sedes do PT em Brasília configura uma intimidação ilegal e aponta para mais uma tentativa de criminalizar o maior partido de oposição ao governo fascista.

3) Diante disso, o PT alerta os participantes das manifestações marcadas para este domingo e para todas as demais que vierem ser feitas, para que estejam atentos à presença de provocadores e pessoas infiltradas.

Lutamos com as armas da democracia, estamos ao lado da paz e da verdade sempre.

Gleisi Hoffmann, Presidenta Nacional do PT
Paulo Teixeira, Secretário-Geral do PT

Brasília, 6 de junho de 2020