Folha publica powerpoint sobre elo dos Bolsonaro com Queiroz e as milícias no Rio

Publicado em 29 junho, 2020

A Folha de S. Paulo publicou nesta segunda-feira (29) novo powerpoint sobre o elo da família Bolsonaro, Fabrício Queiroz e as milícias no Rio de Janeiro.

O desenho mostrado pelo jornal, apoiada em informações do Ministério Públio, aponta que o ex-assessor mantinha influência sobre grupo paramilitar e tentou elaborar plano de fuga com miliciano Adriano da Nóbrega, morto em fevereiro, na Bahia.

Segundo a Folha, a proximidade de Queiroz com os Bolsonaro ia além da relação profissional e das rachadinhas na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

A reportagem afirma que Queiroz conheceu há 30 anos no Exército o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

De acordo com a Folha, o presidente foi quem apresentou Queiroz a seu filho Flávio e o indicou ao cargo de assessor na Alerj.

Confira o powerpoint da relação dos Bolsonaro, Queiroz e milícias, segundo a Folha:

Esta é a segunda vez que a Folha publica um powerpoint, a la Deltan Dallagnol, sugerindo que os Bolsonaro comandam uma organização criminosa. No dia 30 de janeiro de 2019, o jornalão paulistano já havia publicado um powerpoint de suposta organização criminosa dos Bolsonaro.

LEIA TAMBÉM

Ministério Público vai recorrer ao Supremo contra foro privilegiado de Flávio Bolsonaro

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro deve apresentar nos próximos dias uma reclamação ao Supremo Tribunal Federal contra a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que concedeu foro privilegiado ao senador Flávio Bolsonaro (Republicanos – RJ) no caso das rachadinhas.

O MP vai alegar que o ministro Marco Aurélio Mello, em decisão proferida há mais de um ano, foi claro ao afirmar que as investigações contra Flávio devem tramitar na primeira instância.

Segundo decisão do STF, o foro privilegiado é somente para crimes cometidos durante o mandato em curso, e as rachadinhas são do tempo que Flávio era deputado estadual.

Com informações da Veja.