Estados Unidos suspende uso de cloroquina para pacientes da Covid-19

A autorização para o uso de cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes com coronavírus foi suspensa nos Estados Unidos. A decisão foi tomada pelo FDA, órgão americano equivalente à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta segunda-feira (15).

Os medicamentos foram liberados de forma emergencial ainda no começo da pandemia no país, a partir de um pedido de urgência feito pelo presidente Donald Trump. Já a revogação agora ocorre após o FDA rever estudos internacionais sobre o uso das substâncias.

Segundo o portal Metrópoles, o documento divulgado pelo órgão americano indica que o uso do remédio “não parece produzir nenhum efeito antiviral” e “não mostrou benefícios na mortalidade, diminuição de tempo de internação ou necessidade de ventilação mecânica em pacientes com Covid-19”.

LEIA TAMBÉM:

Datena “pedala” durante entrevista de Bolsonaro na Band

Senador Randolfe Rodrigues pede prisão e afastamento de Weintraub

Weintraub está demissionário do Ministério da Educação

O uso do fármaco foi recomendado pelo presidente Jair Bolsonaro e defendido por seu governo, que determinou ao Exército a fabricação de grande quantidade de cloroquina.

Entidades médicas e científicas do Brasil não recomendaram o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina para o tratamento da Covid-19.