Bolsonaro, ok. E quem vai parar a besta-fera Paulo Guedes?

Muito se fala por aí que ‘é preciso parar Bolsonaro’, levanta-se hashtags como ‘cala a boca, Bolsonaro’, ‘Fora, Bolsonaro’, ‘impeachment’, ‘genocida’, enfim, atribuem todas as desgraças da República a um único sujeito: o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Os crimes contra a economia e a população mais vulnerável são cometidos com um cúmplice que atende pelo nome de Paulo Guedes. Ele é a besta-fera que comanda o ministério da Economia.

Quando dever-se-ia discutir a ampliação de recursos para induzir a retomada da economia, o País é surpreendido com mais retrações. A última foi o parcelamento do saque emergencial de R$ 1.045 para 60 milhões de trabalhadores.

Além dessa barbaridade, Guedes fala em ampliar a suspensão de contratos, corte de jornadas e de salários. Ou seja, o trabalhador vai se sujeitar à humilhação durante a pandemia, mas, ao final, poderá ainda ser homenageado com um pé na bunda.

LEIA TAMBÉM

O governo debate a distribuição de incentivos para alguns empresários, no entanto, não pede a estabilidade na contrapartida, muito menos propõe uma política de pleno emprego, industrialização, produção e de consumo. Não investe. Ele insiste na depressão econômica, portanto.

Bolsonaro já deu provas irrefutáveis de que não consegue lidar com o enfrentamento do coronavírus nem ressuscitar a economia que ele e seu “Posto Ipiranga” detonaram antes mesmo da pandemia.

A oposição, até agora, tem falado bastante em tirar Bolsonaro. Mas quem vai parar a besta-fera Paulo Guedes?

Até parece que os oposicionistas estão de acordo com a política neoliberal que privilegia bancos, especuladores e alguns poucos grupos de mídia corporativa.