Datafolha: 64% acreditam que Bolsonaro sabia onde Queiroz estava escondido

Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada na noite desta quinta-feira (25) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mediu a percepção do brasileiro a respeito da prisão de Fabrício Queiroz e sua relação com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

Entre os entrevistados que tinham conhecimento da prisão de Queiroz, 64% acreditam que Bolsonaro sabia onde ele estava escondido. Outros 21% acham que o presidente não sabia e 15% não souberam responder.

Perguntados se Bolsonaro teve algum envolvido no esquema das “rachadinhas”, 46% responderam que presidente não teve envolvimento. 38% disseram que teve envolvimento e 16 % não opinaram.

A pesquisa Datafolha ouviu 2.016 pessoas por telefone nos dias 23 e 24 de junho. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

LEIA TAMBÉM:
Datafolha diz que prisão de Queiroz não abalou aprovação de Bolsonaro

Hackers que invadiram dados pessoais de Jair Bolsonaro são alvo de operação da PF

Movimento internacional ‘Stop Bolsonaro’ ganha página oficial na internet

Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, foi preso no último dia 18 na cidade de Atibaia (SP) em imóvel de propriedade do advogado Frederick Wassef.

Wassef comandou a defesa Flávio Bolsonaro, acusado de liderar um esquema criminoso de “rachadinhas” (esquema em que funcionários são obrigados a devolver parte de seus salários ao detentor do mandato) em seu gabinete quando era deputado estadual na Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

Além Flávio, o criminalista também defendeu o presidente Jair Bolsonaro. Ele foi o responsável pela defesa do presidente no caso envolvendo a reunião ministerial de 22 de abril. O advogado também representou Bolsonaro no caso da facada.

Advogado de Bolsonaro Frederick Wassef também ‘escondeu’ Queiroz no Guarujá; assista

O pivô do escândalo das rachadinhas de Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, ficou ‘escondido’ em outro imóvel do advogado Frederick Wassef antes de ir para Atibaia.

Segundo reportagem da TV Bandeirantes, Queiroz ficou algum tempo em um apartamento no Guarujá, litoral de São Paulo. Mas parece que não era um triplex.

Assista ao vídeo com a reportagem:

Não deixa de ser engraçado. Mais uma coincidência entre as falcatruas da família Bolsonaro e as falsas acusações que condenaram Lula: Atibaia e Guarujá.