Weintraub veta negociação de Bolsonaro com centrão no MEC e abre nova crise

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, vetou uma indicação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na pasta.

Segundo a coluna Radar, da revista Veja, estava tudo combinado e acertado com o centrão para que um cupincha da banda fisiológica do Congresso, apadrinhado por Ciro Nogueira, do PP, assumisse o comando do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), que administra 58 bilhões de reais. Weintraub, no entanto, teria vetado o nome do indicado no estilo “ou ele ou eu”.

LEIA TAMBÉM:
Justiça obriga Bolsonaro a mostrar resultado de exame para Covid-19

40% dos brasileiros tiveram perda total ou parcial da renda na pandemia, diz pesquisa

Lula diz foi “republicano demais” e propõe “radicalização pela democracia”

A ala militar do Planalto está tentando contornar a crise, destaca a coluna.