Vazam as perguntas que a PF irá fazer para Moro; confira

O ex-ministro Sérgio Moro será interrogado daqui a pouco, a partir das 14h, na Superintendência da Polícia Federal do Paraná. O local é o mesmo em que ficou ilegalmente preso o ex-presidente Lula, por 580 dias, após sentença sem provas do ex-juiz da Lava Jato.

O Blog do Esmael recebeu de um leitor as possíveis perguntas que serão feitas pela PF ao ex-ministro. Confira.

1. Nome completo

2. Nome da conja

3. O senhor se divorciou do presidente Bolsonaro?

4. Por que o senhor não cumprimentou o presidente naquele aeroporto?

5. Cadê o Queiroz?

6. Quem mandou matar Marielle Franco?

7. O senhor tem áudio e imagens do presidente Bolsonaro?

8. Que provas o Senhor irá apresentar nesse inquérito contra o presidente da República?

9. O senhor se arrependeu de deixar a magistratura?

10. Quando o senhor vai ao restaurante Madalosso, aqui em Curitiba, o senhor prefere polenta com frango a passarinho ou xadrez?

11. O senhor prefere sanduíche do Madero, Burger King ou Mac Donald?

12. O senhora já fez uma selfie em frente a “Estátua da Liberdade” fake, do Véio da Havan?

13. Nas urnas, o senhor prefere enfrentar Bolsonaro ou PT?

14. O coronavírus é apenas uma gripezinha?

15. O senhor se lembra do Glenn Greenwald, do site Intercept?

16. O senhor teria coragem de passar pelo detector de mentiras?

Qualquer semelhança das perguntas acima com as do interrogatório de Moro, neste sábado (2), será mera coincidência.

LEIA TAMBÉM
Pesquisa: Bolsonaro e Lula disputaria o 2º turno; ex-ministro Moro ficaria de fora

Deu no New York Times: Bolsonaro está por um fio por causa da pandemia de coronavírus

Aprovação de Trump sobe nos Estados Unidos, mesmo com críticas à sua luta contra o coronavírus

Bolsonaro chama Moro de ‘Judas’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) usou suas redes sociais neste sábado (2) para chamar o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, de “Judas”.

Ao compartilhar um vídeo no qual uma pessoa defende que Adélio Bispo não agiu sozinho no episódio da facada em 2018, Bolsonaro acusou Moro de encobrir o mandante do crime.

“Os mandantes estão em Brasília? O Judas, que hoje deporá, interferiu para que não se investigasse?”, escreveu o presidente, em referência ao depoimento de Moro neste sábado no inquérito que investiga sua suposta intenção de interferir na Polícia Federal.

“Nada farei que não esteja de acordo com a Constituição. Mas também NÃO ADMITIREI que façam contra MIM e ao nosso Brasil passando por cima da mesma”, acrescentou.

Bolsonaro: ‘Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim’

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou neste sábado (2) que ninguém dará um golpe em seu governo.

“Ninguém vai fazer nada ao arrepio da Constituição, fiquem tranquilos. Ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim, não, podem ficar tranquilos”, disse Bolsonaro a apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada.

O presidente deu a declaração após um apoiador ter afirmado que estava no local para “dar apoio e repudiar o que o Supremo Tribunal Federal está fazendo com o senhor”.

A relação entre Bolsonaro e o Supremo voltou a ficar tensa depois que o ministro da Corte, Alexandre de Moraes, barrou a nomeação de Alexandre Ramagem, delegado e amigo da família do presidente, para a direção-geral da Polícia Federal.