‘Vai responder criminalmente’, diz Gleisi sobre ameaças de general Heleno

Publicado em 22 maio, 2020

A presidenta nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), deputada Gleisi Hoffmann (PR), reagiu às ameaças do General Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, que ameaçou o Supremo Tribunal Federal (STF).

“O pedido de apreensão do celular do presidente da República é inconcebível. E poderá ter consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional”, ameaçou Heleno.

A líder petista respondeu que o general precisa esclarecer a que consequências ele se refere. “Que consequências imprevisíveis para a estabilidade nacional são essas às quais você se refere, general Heleno?” E avisou: “Se isso for uma ameaça à ordem democrática, o senhor vai responder criminalmente. Se não for, o senhor precisa vir a público se esclarecer. Queremos saber o que essa frase significa”, disse Gleisi.

LEIA TAMBÉM:

Liberação do vídeo que pode derrubar Bolsonaro quebra a internet

Bolsonaristas dizem que nota de Heleno é a senha para a intervenção militar no STF

Flávio Dino vê ameaça ao STF na nota do general Heleno

O comentário ameaçador de Heleno também provocou reações de políticos e representantes de organizações da sociedade civil, como a Ordem dos Advogados do Brasil. O presidente do Conselho Federal da OAB, Felipe Santos Cruz, criticou o ministro do GSI. “General Heleno, as instituições democráticas rechaçam o anacronismo de sua nota. Saia de 64 e tente contribuir com 2020, se puder. Se não puder, #ficaemcasa”, escreveu no Twitter.

*Com informações da Agência PT de Notícias