STF decreta luto oficial de três dias por mortes de coronavírus no país

Publicado em 9 maio, 2020

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, decretou neste sábado (9) luto oficial de três dias na Corte, em respeito às mais de dez mil mortes causadas pelo novo coronavírus no país. “Os números, por si só, não dão conta do tamanho da tragédia. Cada vítima tinha um nome e projetos de vida que foram interrompidos, bem como familiares e amigos que agora sofrem com essa grande perda”, diz nota assinada por Toffoli.

O ministro expressou, em nome do Judiciário, “sentimentos de mais profunda tristeza e também nossa solidariedade aos familiares e aos amigos de cada um desses mais de dez mil brasileiros, cujos entes queridos foram, em grande parte, privados de uma justa despedida”. Toffoli lembrou que o poder público e toda a sociedade têm a obrigação de resguardar os direitos fundamentais à vida e à saúde expressos na Constituição Federal.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaristas usam foto de Moro para praticar ‘tiro ao alvo’; assista

Bolsonaristas fazem ‘minifestação’ em Brasília contra Moro, STF e Congresso

Bolsonaro ignora, mas Congresso decreta luto por mortes da Covid-19

O presidente do Supremo pregou a união de esforços para viabilizar a preservação da vida e da saúde. “A saída para esta crise está na união, no diálogo e na ação coordenada, amparada na ciência, entre os Poderes, as instituições, públicas e privadas, e todas as esferas da federação desse vasto país”, escreveu.

Neste sábado, também o Congresso Nacional decretou luto oficial por três dias pelas mortes da Covid-19 no Brasil.

Por sua vez, o presidente da República, chefe do poder executivo, foi passear nesta manhã de sábado de jet ski no Lago Paranoá em Brasília, menosprezando a dor dos brasileiros em luto.