Randolfe sobre Teich: ‘Mais um fantoche nas mãos de Bolsonaro’

Um decreto assinado ontem (11) pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) incluiu salões de beleza, barbearias e academias de esportes na lista de “serviços essenciais”.

O ministro da Saúde, Nelson Teich, foi surpreendido com a decisão do presidente.

“Saiu hoje?”, perguntou Teich a um repórter que pediu sua opinião sobre o decreto de Bolsonaro com as novas atividades essenciais. Em seguida disse: “Isso não é atribuição nossa, é decisão do presidente”.

LEIA TAMBÉM:
Os perigos e os traumas de uma intervenção, por Enio Verri

Temer ‘cutuca’ Bolsonaro e diz que decretaria 12 dias de quarentena no mínimo

Quase 190 mil militares receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600

Ao comentar sobre o ocorrido nas redes sociais, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que o ministro da Saúde é “mais um fantoche nas mãos de Bolsonaro”.

“Que vergonha! O país ultrapassou 11 mil mortes e o Ministro da Saúde fica sabendo de decreto relacionado à SAÚDE pela imprensa. Mais um fantoche nas mãos de Bolsonaro. Não temos presidente nem ministro. Temos cidadãos perdendo suas vidas. É o caos. Genocidas! #ForaTeich”, escreveu Randolfe no Twitter.

Leia a íntegra do decreto: