Rachadinhas: Paulo Marinho depõe sobre vazamento da PF envolvendo Flávio Bolsonaro

O empresário e lobista Paulo Marinho vai depor nesta quarta-feira (20), às 15h, na Superintendência da Polícia Federal (PF) do Rio de Janeiro.

Marinho deve prestar esclarecimentos sobre os vazamentos envolvendo o inquérito da operação “Furna da Onça”, realizada em novembro de 2018.

A intimação acontece após Marinho, que é suplente do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), ter declarado que o filho do presidente da República, Jair Bolsonaro, foi alertado com antecedência pela PF sobre a operação que investigava o Caso das “Rachadinhas” na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

As denúncias de Marinho fizeram com que a PF reabrisse um inquérito sobre os vazamentos da Furna da Onça. O empresário disse à imprensa que apresentaria provas concretas às autoridades assim que fosse intimado para depor.

LEIA TAMBÉM:

Regina Duarte ‘termina’ com Bolsonaro e deixa governo

Senado aprova adiamento do Enem 2020; matéria segue para a Câmara

Os militares já tomaram o poder, segundo Globo

Na noite de ontem, o Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público Federal (MPF) também instaurou procedimento investigatório criminal para apurar os vazamentos denunciados por Marinho, que beneficiaram o clã Bolsonaro durante a campanha eleitoral de 2018.

A oposição no Senado já protocolou um pedido de cassação do mandato do senador Flávio Bolsonaro.

Paulo Marinho, aliado do governador paulista João Doria, é pré-candidato pelo PSDB para a prefeitura na cidade do Rio de Janeiro.