PT repudia violência contra profissionais da imprensa em ato pró-Bolsonaro

O líder da Bancada do PT, deputado Enio Verri (PR), em nota oficial repudia o uso da violência como instrumento político, como ficou evidenciado neste domingo (3), em frente ao Palácio do Planalto, com as agressões aos profissionais da imprensa, praticadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. “Nós, do PT, reafirmamos nosso compromisso contra todas as formas de violência e em defesa da vida, bem como em defesa de uma imprensa livre – pilar fundamental dos regimes democráticos”, afirma.

LEIA TAMBÉM:
Bolsonaro lidera manifestação antidemocrática em Brasília, ignorando perigo de contágio por coronavírus

A “nota de repúdio” de Rodrigo Maia

Frota diz que cansou de defender Maia

Leia a íntegra da nota:
Bancada do PT defende liberdade de imprensa

A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara dos Deputados repudia o uso da violência como instrumento político, como ficou evidenciado neste domingo (3), em frente ao Palácio do Planalto, com as agressões aos profissionais da imprensa, praticadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro.

Os profissionais apenas realizavam a cobertura de mais uma manifestação de caráter autoritário, com a presença do presidente da República, concentrada em ataques aos governadores e ameaças ao Congresso Nacional e ao Supremo Tribunal Federal.

No Dia da Liberdade de Imprensa, com 6.777 mortos no País em decorrência da pandemia de coronavírus, nós, do PT, reafirmamos nosso compromisso contra todas as formas de violência e em defesa da vida, bem como em defesa de uma imprensa livre – pilar fundamental dos regimes democráticos.

Fora, Bolsonaro!

Enio Verri (PR)

Líder da Bancada do PT na Câmara dos Deputados