PSOL quer que ministro interino da Saúde vá à Câmara dar explicações sobre ampliação do uso da cloroquina

A bancada de deputados do PSOL pediu nesta quarta-feira (20) que a Câmara convoque o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, a se explicar sobre a ampliação do uso de cloroquina no tratamento de casos leves de coronavírus.

“É imprescindível que o ministro interino da Saúde preste os devidos esclarecimentos perante esta Casa, por meio de sessão virtual, apresentando os estudos que subsidiaram a decisão de prescrever a cloroquina desde o início dos sintomas relacionados ao Covid-19”, escreveram os parlamentares.

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira um protocolo para aplicação da cloroquina e hidroxicloroquina em pacientes em todos os casos, inclusive os com sintomas leves, para tratar do novo coronavírus. O protocolo, que sugere a combinação dos dois medicamentos com azitromicina, é uma orientação para a rede pública de saúde.

LEIA TAMBÉM:
Secretários de Saúde questionam protocolo sobre cloroquina e pedem união contra Covid-19

Crime: Governo Bolsonaro quis mudar bula da cloroquina, denuncia Mandetta

Brasil tem 18.859 mortos e 291.579 casos confirmados de Coronavírus em 20/05

Pesquisas não comprovam a eficiência da droga, sociedades médicas do Brasil recomendam não usar a droga e até a Opas (Organização Pan-Americana da Saúde) desaconselha seu uso.

Após a decisão do governo brasileiro, a OMS (Organização Mundial da Saúde) afirmou que, “nesse momento, a cloroquina e a hidroxicloroquina não foram identificadas como eficazes para o tratamento da covid-19”.

A informação é do PSOL.