Notícias ao vivo do Coronavírus: pesquisa derrota Bolsonaro

Há uma explicação para o súbito afrouxamento do presidente Jair Bolsonaro, que irá se reunir nesta quinta-feira (21) com os governadores: as pesquisas. As coisas começaram a sair dos trilhos para o “Capitão Clorokina”, segundo a Paraná Pesquisas.

No maior colégio eleitoral do País, São Paulo, 63% dos eleitores têm a percepção de que sua situação econômica piorou durante a pandemia. Só melhorou para 1,2% dos paulistanos. Um horror, uma tragédia para quem sonha com a reeleição.

O isolamento social como medida de combate à propagação do coronavírus é apoiado pela maioria, 54,1%, ante 42,6% que são contra.

Ainda de acordo com o levantamento, morreu mais gente que o esperado para 50,3%; menos gente, 23,9%; o que se esperava, 19,2%.

Veja a íntegra da pesquisa:

Com relação a sua situação financeira e de sua família depois da crise do Coronavírus, o Sr(a) diria que melhorou, piorou ou permanece igual?

  • Melhorou 1,2%
  • Permanece igual 32,8%
  • Piorou 63,0%
  • Não sabe/ não opinou 3,1%

Hoje o Sr(a) diria que é a favor ou contra a manutenção do isolamento social da forma como vem sendo feito na cidade de São Paulo?

  • A favor 54,1%
  • Contra 42,6%
  • Não sabe/ não opinou 3,3%

Em sua opinião morreu mais gente, menos gente ou o que o Sr(a) esperava de Coronavírus?

  • Mais gente 50,3%
  • Menos gente 23,9%
  • O que se esperava 19,2%
  • Não sabe/ não opinou 6,6%

A Paraná Pesquisas entrevistou 1.206 eleitores no município de São Paulo entre os dias 13 e 18 de maio de 2020. A margem de erro é de 3%.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro assina decreto que autoriza “Conta-Covid” para apoiar elétricas

PT, PSOL e Rede pedem no Conselho de Ética do Senado cassação de Flávio Bolsonaro

A vital, delicada e perigosa interdição

Loja Havan é lacrada em Marília por desobedecer medidas contra o Coronavírus

A loja de departamentos Havan, filial de Marília (SP), foi lacrada na tarde desta segunda-feira (18) por fiscais da Prefeitura do município.

De acordo com as informações da própria prefeitura, a loja estaria descumprindo um acordo na qual somente alguns setores da loja poderiam funcionar; porém, os fiscais flagraram a loja funcionando por completo.

A prefeitura ainda informou que, na semana passada, os fiscais atenderam uma denúncia de que a loja estaria funcionando por completo e constataram a veracidade, sendo a loja advertida.

Desta vez, como já havia sido advertida, a Havan foi lacrada por descumprir o decreto estadual.

Os funcionários, se reuniram na frente do Paço Municipal onde protestaram sobre a medida e solicitaram do poder público outras providências para que possam voltar ao trabalho.

O Brasil já é o 3º país com mais casos de Coronavírus no mundo

O Brasil ultrapassou o Reino Unido e tornou-se o terceiro país com mais casos da COVID-19 nesta segunda-feira (18). São 254.220 casos confirmados da doença no Brasil.

Os dados mais recentes do Ministério da Saúde apontam que 16.792 pessoas morreram por conta da pandemia, 674 nas últimas 24 horas. Outros 100.459 conseguiram se recuperar..

De acordo com informações da Universidade John Hopkins, o Brasil é o sexto país em que a pandemia foi mais fatal em todo o mundo. Estados Unidos (90.194), Reino Unido (34.876), Itália (32.007), França (28.242) e Espanha (27.709) registraram mais óbitos.

Em todo o mundo, a pandemia já infectou mais de 4,7 milhões de pessoas e causou 317.566 mortes.

Brasil tem 16.792 óbitos e 254.220 casos confirmados de Coronavírus em 18/05

Balanço divulgado pelo ministério da Saúde no início da noite desta segunda-feira (18) aponta que a pandemia de Coronavírus continua avançando no Brasil.

Os principais números divulgados foram:

  • 16.792 óbitos (6,6% do total de casos);
  • 2.277 óbitos em investigação;
  • 254.220 diagnosticados com COVID-19;
  • 136.969 em acompanhamento (53,9%);
  • 100.459 recuperados (39,5%).

A seguir a tabela da situação da pandemia por estados: