Maia pede adiamento do Enem 2020 a Bolsonaro

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu ao presidente Jair Bolsonaro que o governo adie a realização das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. A solicitação ocorreu durante encontro nesta quinta-feira (14).

Apesar da pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Educação não cedeu as pressões dos estudantes e mantém, até então, as mesmas datas previstas para o Enem desde o início deste ano.

O exame que serve como nota de nota de referência para o ingresso nas universidades será aplicado nos dias 1º e 8 de novembro para provas escritas presenciais, e nos dias 22 e 28 de novembro para as provas digitais, em dois domingos consecutivos.

“Foi um pleito que eu fiz ao presidente. Disse a ele que havia uma demanda muito grande da Câmara sobre o tema e ele ficou muito sensível, ficou de avaliar e de nos dar uma resposta”, explicou o presidente da Câmara.

LEIA TAMBÉM:

PT aciona Justiça contra repasse milionário da prefeitura de Curitiba para empresas de ônibus

Flávio Dino sugere renúncia de Bolsonaro e defende as medidas de isolamento social

Randolfe pede devolução de MP de Bolsonaro que relativiza responsabilidade de gestor durante pandemia

“Acho melhor que uma solução que passe de uma decisão do presidente, mediante um diálogo com o parlamento, do que uma decisão que parta da Câmara de suspender por lei ou decreto legislativo essa decisão (do governo) de não adiar, até o momento, as provas do Enem”, concluiu Maia.