Impeachment de Bolsonaro e projeto alternativo de Nação

Daqui a pouco, a partir das 11h, cerca de 400 entidades irão protocolar um pedido coletivo de impeachment do presidente Jair Bolsonaro. O pedido é assinado por partidos políticos –-PT, PC do B, PSOL, PSTU, PCB, UP e PCO-– juristas, intelectuais e mais de trezentas entidades da sociedade civil. O Blog do Esmael vai transmitir o evento ao vivo para o Brasil e o mundo.

O líder da Minoria na Câmara, deputado José Guimarães (PT-CE), durante sessão remota da Câmara nesta quarta-feira (20), explicou que o pedido ocorre diante da profunda incompetência de Bolsonaro, suas constantes agressões à Constituição e à democracia bem como pela falta de ação para proteger a população da pandemia de coronavírus.

“O Brasil não suporta mais de três anos de governo Bolsonaro. Ele é inepto, não tem condição política, não tem credibilidade. E a pesquisa XP Investimento de hoje é retrato disso, ao apontar que a aprovação (do governo) caiu para 25%. É um Governo que não está preparado para enfrentar minimamente a crise provocada pela Covid-19 e muito menos para governar o Brasil”, denunciou.

Guimarães tem razão nesse aspecto da má gestão em relação à pandemia, mas é preciso um projeto econômico alternativo ao governo para que prospere politicamente o pedido de impeachment. Porque, pode apostar, ninguém corre atrás de “propostas vazias”.

O líder da Minoria destacou que o atual presidente demonstrou que não tem mais condições de governar o País, e que, por muito menos e em um caso até de forma injusta –-como foi o da ex-presidenta Dilma Rousseff– , outros processos de impeachment resultaram na queda de presidentes.

“O Collor caiu por causa de um Fiat Elba, a Dilma caiu porque inventaram uma tal pedalada fiscal. E esse governo já cometeu, só nas minhas contas, mais de 20 crimes de responsabilidade. E o Congresso, não vai fazer nada? O Congresso não pode se silenciar frente a isso, o que está em jogo não é partido A ou B, é a democracia”, disse.

Motivo econômico
Bolsonaro e seu ministro Paulo Guedes desgraçaram a economia e enfiaram o Brasil na depressão econômica, antes mesmo da pandemia de coronavírus. Ambos empurraram o País, com a ajuda da velha mídia, nos maiores índice de desemprego do planeta, aprofundaram a pobreza e a miséria, precarizaram o trabalho e arrocharam os salários, eliminaram direitos como aposentadoria, 13º salário, uberizaram a pátria, privilegiaram bancos e especuladores com o Orçamento da União em detrimento do povo.

LEIA TAMBÉM
Secretários de Saúde questionam protocolo sobre cloroquina e pedem união contra Covid-19

Embaixada do Brasil na França amanhece com faixas de protesto contra Bolsonaro

PCdoB assina com PT, PSOL e PCB o maior pedido de impeachment de Bolsonaro

Governo péssimo
Durante o pronunciamento, José Guimarães fez um apelo para que outros partidos de Oposição ao governo Bolsonaro, como PDT, PSB e Cidadania, também assinem o pedido de impeachment. Segundo ele, até mesmo outros partidos fora do campo da esquerda também podem aderir ao pedido de impeachment.
Democracia

“Nós podemos ter divergência de vários partidos, como o PSDB e outras forças políticas de centro, mas não é compatível minimamente com uma democracia robusta, como é a brasileira, ter um governo inepto que só faz uma única coisa: agride as pessoas, a democracia e o Parlamento brasileiro. Por isso, tem que ser impeachment já! Não há outro caminho para salvar o Brasil”, afirmou o líder da Minoria.

Segundo ele, discursos proferidos no Parlamento chamando para uma hipotética unidade política para enfrentar a atual crise sanitária derivada da pandemia, e a crise econômica futura em consequência do vírus, esbarram justamente na ação do atual presidente Jair Bolsonaro.

“Qual é o empecilho maior, que interdita qualquer possibilidade de unidade nacional em torno de um projeto de desenvolvimento nacional? É exatamente Bolsonaro. O problema, meus caros colegas parlamentares, é que nós temos um presidente que não inspira a menor confiança para se fazer qualquer unidade. Apesar de toda a rede de ilegalidades que ele constituiu para ganhar a eleição, Bolsonaro não foi eleito para criar a instabilidade que ele está criando, para dizer que a Covid-19 é uma gripezinha”, ressaltou Guimarães.

Incapacidade de governar o País
Segundo o parlamentar, o atual presidente demonstra por atitudes e atos que não se importa com a vida e o drama das famílias brasileiras que sofrem com a Covid-19 e que nada faz para amenizar a crise enfrentada pelos estados brasileiros. Ele lembrou que o Congresso está atuando para tentar atenuar os efeitos da crise, mas Bolsonaro boicota essas ações.

“Cadê o Projeto de Lei 873/2020, que votamos para conceder auxílio a várias pessoas necessitadas e recebeu 28 vetos do presidente?” indagou. Ele observou que pescadores artesanais, pipoqueiros, manicures e várias outras categorias estão “abandonados ao relento, sem poder receber o auxílio, porque Bolsonaro vetou numa canetada só”. Segundo Guimarães, “a caneta Bic que Bolsonaro usou na posse está servindo para fazer crueldade com os brasileiros e brasileiras”.