Flamengo: Covid-19 ataca 3 jogadores e 10% do departamento de futebol

Três jogadores do Flamengo estão com a Covid-19, doença respiratória provocada pelo novo coronavírus, e mais de 10% dos funcionários do departamento de futebol e de seus familiares estão contaminados, informou o clube.

O rubro-negro testou 293 profissionais do departamento e pessoas próximas, e 38 testaram positivo para a doença. O clube informou ainda que três atletas testaram positivo, mas os nomes não foram revelados. Além disso, dois atletas testados apresentaram anticorpos para a doença, indicando que já tiveram Covid-19.

Nesta semana, o massagista do clube, conhecido como Jorginho, morreu aos 68 anos vítima do coronavírus.

No início da pandemia, o técnico do Flamengo, o português Jorge Jesus, chegou a testar positivo para Covid-19, mas um segundo exame descartou a contaminação.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaristas fazem ‘minifestação’ em Brasília contra Moro, STF e Congresso

Bolsonaro ignora, mas Congresso decreta luto por mortes da Covid-19

Bolsonaro, com medo de impeachment, cancela ‘corona-churrasco’ no Alvorada

Um dirigente foi o primeiro caso no clube e ele chegou a ser internado em Brasília. O Flamengo é o atual campeão brasileiro e da Libertadores e vice-campeão mundial de clubes.

O Flamengo tem defendido a volta aos gramados e, em princípio, mantém o início da programação de treinos para a próxima semana.

“Para os que testaram positivo, todos assintomáticos, as providências serão quarentena e isolamento e acompanhamento diário”, disse o clube em nota.

*Com Reuters