Covid-19 avança sobre indígenas da Amazônia

Compartilhe agora

A Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab) afirmou nesta segunda-feira que 60 indígenas morreram em decorrência da covid-19 na região amazônica. Até domingo, havia 212 casos confirmados da doença entre povos indígenas.

No fim-de-semana, foram registadas mais 11 mortes entre indígenas dos povos Baré, Kokama, Macuxi, Munduruku do Pará e Tembé.

LEIA TAMBÉM:
Arthur Virgílio diz que aguarda resposta de pedido feito a Macron para combater Covid-19 na Amazônia

Advogado de Bolsonaro fez acusação safada contra o PT, diz Gleisi

PT defende o adiamento do Enem 2020

Segundo o levantamento da Coiab, a covid-19 já atingiu 23 povos da Amazônia: Apurinã, Arapiun, Baniwa, Baré, Borari, Kokama, Galibi (Kalinã), Hixkaryana, Huni Kuin, Karipuna, Mura, Munduruku, Macuxi, Zoró, Palikur, Sateré-Mawé, Tariano, Tembé, Tikuna, Tupinambá, Tukano, Yanomami e Warao. Mortes ocorreram em 16 comunidades.

A informação é da DW.