Com medo de ‘patrulha’, Regina Duarte não fala da morte de Aldir Blanc

Com medo da patrulha ideológica dos bolsonaristas, secretária de Cultura Regina Duarte evitou falar da repercussão da morte do compositor e músico Aldir Blanc, evitando assim possíveis polêmicas ideológicas com o governo Bolsonaro. Segundo o jornalista Robson Bonin, da coluna Radar, da Veja, a ex-atriz da Rede Globo se limitou a mandar uma mensagem privada aos familiares do artista.

Regina Duarte tem sido alvo de intensa patrulha ideológica de bolsonaristas, o que lhe impede divulgar notas e homenagens até mesmo nas suas redes sociais.

Nos últimos dias, as relações entre a secretária e o presidente se estremeceram. Com o aval do próprio Bolsonaro, aliados do presidente iniciaram um processo de fritura de Regina Duarte, com o objetivo de fazer com que ela peça demissão do cargo de secretária especial da Cultura antes mesmo de ter completado dois meses no cargo.

LEIA TAMBÉM:

PGR pede que MP do DF apure agressões a profissionais de imprensa durante manifestação

Brasil tem 105 mil casos e 7,2 mil mortes pelo Coronavírus em 04/05

Morre o ator Flávio Migliaccio aos 85 anos