Bolsonaro, na ‘defensiva’, entrega ao Supremo os exames de coronavírus

O governo Bolsonaro decidiu entregar ao ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), os exames do presidente Jair Bolsonaro para o coronavírus. Bolsonaro afirmou que fez dois testes, ambos com resultado negativo, segundo ele, mas sempre se recusou a mostrar os exames.

Lewandowski foi escolhido pelo sistema de sorteio da Corte para decidir sobre o pedido do jornal “O Estado de São Paulo”, que quer que o presidente Jair Bolsonaro mostre seus exames de coronavírus.

O advogado-geral da União, José Levi Mello do Amaral Júnior, afirmou em documento enviado ao ministro que “a entrega dos exames a que se refere a presente Reclamação, tendo em conta a natureza pessoal dos dados em questão, dar-se-á em mãos no Gabinete de Vossa Excelência”, de acordo com o G1.

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro no bico do corvo

PT: depois da saída de Dilma, voo da economia vira fiasco neoliberal

Brasil bate novo recorde com 881 mortes por Coronavírus em 12/05

O ministro está analisando o pedido do jornal e as sucessivas decisões judiciais tomadas pelas instâncias inferiores e deve decidir sobre o caso entre esta terça e quarta-feira (13).

O “Estadão” recorreu à Corte Supremo na segunda-feira (11) e pediu a suspensão de decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) segundo a qual Bolsonaro não precisa mostrar os resultados.

Compartilhe agora