Bolsonaristas fazem ‘minifestação’ em Brasília contra Moro, STF e Congresso

Um grupo de bolsonaristas faz neste sábado uma “minifestação” em Brasília (DF). Os alvos são o ex-juiz Sérgio Moro, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal.

Ele fizeram uma carreata e depois se concentraram no gramado em frente ao Palácio do Planalto. Até agora o presidente Bolsonaro não deu as caras, mas deve estar se coçando para ir.

O deputado Carlos Zarattini postou um vídeo com um trecho da “minifestação” e escreveu:

“Mais um ato antidemocrático e fascista dos apoiadores de Bolsonaro. Até quando o País vai assistir cenas assim? Nem as 10 mil mortes registradas hoje parou os caras! #ForaBolsonaroUrgente”

“Minifestação” seria uma manifestação em miniatura.

Bolsonaro ignora, mas Congresso decreta luto por mortes da Covid-19

O Congresso Nacional está em luto de três dias em razão do número de óbitos oficiais do novo coronavírus (covid-19) que deve atingir a marca de 10 mil mortes no país neste sábado (9). O decreto prevendo o luto foi publicado em edição extraordinária do Diário Oficial do Congresso Nacional.

O ato conjunto foi anunciado pelos presidentes das duas casas, Rodrigo Maia (Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado). Por meio de nota, ambos informaram que a bandeira nacional localizada em frente ao Congresso ficará hasteada a meio-mastro a partir das 14h.

Também em nota, o Senado informa que, conforme prevê o ato conjunto 2/2020, ficam proibidas quaisquer celebrações, comemorações ou festividades enquanto durar o luto.

“É uma tragédia que nos devasta mais a cada dia. Este Parlamento, que representa o povo e o equilíbrio federativo desta nação, não está indiferente a este momento de perda, de tristeza e de pesar. A situação que estamos vivendo é lamentavelmente singular”, diz a declaração conjunta de Maia e Alcolumbre.

O Brasil é o sexto país com maior número de mortes causadas pelo covid-19, com 9,897 mil óbitos registrados oficialmente até às 13h30 da tarde deste sábado.

O país só fica atrás da França (26,18 mil), Espanha (26,25 mil), Itália (30,2 mil), Reino Unido (31,24 mil) e Estados Unidos (69,88 mil).

Enquanto isso, Bolsonaro marca churrasco e depois diz que era mentira…

Com informações da Agência Brasil.

Para Orlando Silva, Bolsonaro perdeu a batalha das redes sociais e está ruindo

O churrasco anunciado pelo presidente Bolsonaro para este sábado (9), e o posterior recuo perante a péssima repercussão está sendo muito comentado por lideranças políticas e internautas.

O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) avaliou que Bolsonaro desistiu do churrasco porque perdeu a batalha nas redes sociais. Segundo Orlando, “a boa notícia é que não foi a primeira derrota dele no campo que escolheu. Nem será a última. Bolsonaro está ruindo.”

Confira:

Bolsonaro comanda um exército de robôs nas redes sociais, principalmente o Twitter; além de ter um forte esquema de envio de mensagens em massa através de grupos no Whatsapp. Há sérios indícios de que essa estrutura foi decisiva na eleição de 2018, e continua dando forte sustentação ao governo.

É a mesma estrutura que ataca os inimigos (reais e imaginários) diariamente.

Mas como Orlando bem assinalou, mesmo com esse exército virtual, Bolsonaro vêm perdendo essa batalha.

Bolsonaro, com medo de impeachment, cancela ‘corona-churrasco’ no Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro desistiu da ideia de fazer um churrasco no Palácio da Alvorada neste sábado (9), o “corona-churrasco”. Amigos do presidente ouvidos “em off” pelo jornal Folha de São Paulo, comunicaram que Bolsonaro decidiu cancelar na sexta-feira (8) o convite que havia sido feito a ministros e apoiadores do governo.

A repercussão negativa pesou para a decisão de Bolsonaro, que divulgou a realização da inusitada festa em meio a expansão da pandemia do coronavírus no país. Nesta semana, o Brasil registrou 10 mil mortos pela Covid-19.

No mesmo dia em que o país registrou recorde de mortes em 24 horas pelo coronavírus, Bolsonaro fez ironias sobre a realização de um churrasco na residência oficial e chegou a falar em 3.000 convidados em conversa com apoiadores.

LEIA TAMBÉM
Caravanas bolsonaristas se concentram na Esplanada dos Ministérios neste sábado

PSOL quer impedir que empregadas domésticas sejam ‘serviço essencial’ na pandemia

Roberto Jerfferson, ‘comandante propina’, prega golpe armado por Bolsonaro

Inicialmente, o presidente havia comunicado que faria um churrasco apenas com a presença de sua equipe ministerial, cerca de 30 pessoas, o que foi criticado por deputados e senadores da oposição por desobedecer as recomendações das autoridades de saúde sobre a necessidade de manter o isolamento social.

Marcelo Adnet encena o #ChurrascoDaMorte de Bolsonaro; assista

O humorista Marcelo Adnet está do lado da maioria indignada com o churrasco da morte de Bolsonaro, no momento em que o Brasil está ultrapassando as 10 mil mortes pelo Coronavírus no balanço oficial.

Adnet usa todo seu talento para mostrar como é absurda essa postura do presidente da República que praticamente samba sobre os caixões de milhares de brasileiros.

No churrasco não faltam laranjas, tem o Queiroz mas ele não aparece, e o presidente rasga a Constituição para atiçar o fogo. Salles fez o fogo, Também tem uma mamatinha para o centrão e filé minion. “Nada melhor num dia desses do que comer carne sangrando”; termina o presidente.

Assista: