Aprovação de Bolsonaro desaba com crise econômica, diz pesquisa

A aprovação do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode ficar abaixo do um terço histórico, pela primeira, em virtude da crise econômica que assola o País. A avaliação é do diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo.

O instituto tomou como base um levantamento realizado entre os dias 21 e 25 de maio no estado de Goiás, que deu mais de 65,52% dos votos válidos na eleição de Bolsonaro em 2018.

Nessa sondagem feito na semana, a soma de regular, ruim e péssima ultrapassa os que aprovam a administração de Bolsonaro.

“O problema é que o Nordeste continua reprovando muito o presidente da República”, explica Hidalgo.

Para o presidente da Paraná Pesquisas, pela primeira vez, a crise econômica pode deixar Jair Bolsonaro fora da “linha de conforto” de um terço de aprovação.

“O vídeo da reunião ministerial deu uma sobrevida na popularidade do presidente porque distraiu a população, mas a tendência é de queda”, aponta Murilo Hidalgo.

Leia a pequisa com a avaliação de Bolsonaro, realizada em Goiás:

Avaliação e Aprovação da administração do Presidente Jair Bolsonaro (ESTIMULADA)

  • Ótima 19,5%
  • Boa 20,5%
  • Regular 20,3%
  • Ruim 8,1%
  • Péssima 29,5%
  • Não sabe/ não opinou 2,1%

O levantamento de dados da Paraná Pesquisas foi feito por meio de entrevistas pessoais telefônicas com habitantes com 16 anos ou mais em 110 municípios do estado de Goiás. A margem de erro é de 2,5% para mais ou para menos.

LEIA TAMBÉM
Datafolha: 60% dos brasileiros apoiam o ‘lockdown’ na pandemia de coronavírus

Brasil ultrapassou os EUA e lidera mortes diárias por Coronavírus no mundo

Véio da Havan, Roberto Jefferson, Alan dos Santos e Douglas Garcia são alvos da PF nesta quarta

Empresas fascistas não são bem-vindas no Blog do Esmael

Nós soubemos pelo portal da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, que o movimento de extrema direita “Gigantes Não Dormem” lançou uma campanha para que empresas fascistas não anunciem no Blog do Esmael. Nós dizemos a elas como resposta: vocês não são bem-vindas aqui! Fora já daqui!

Confessamos que não sabíamos que a Centauro é uma corporação que financia o fascismo e a imbecilidade liderada pelo presidente Jair Bolsonaro.

O que podemos recomendar aos democratas e almas sensatas deste País é que não comprem nada na Centauro, sob pena de financiar indiretamente o fascismo.

“Entre as empresas que concordaram com a notificação do novo movimento Gigantes Não Dormem está a Centauro, cujo presidente apoiou a campanha de Jair Bolsonaro, e a UniBH. A primeira excluiu anúncios do “Blog do Esmael”, e a segunda, do Brasil 247″, diz o texto na Rádio Gaúcha.

Essa turma do movimento “Gigantes Não Dorme” é articulada pelo guru espiritual de Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho, cujos [alguns] seguidores são investigados pela CPMI das Fake News.

A pressão da extrema direita é para que empresas identificadas com o fascismo só anunciem em sites fascistas, especializados na disseminação de notícias falsas e de ódio.

O Blog do Esmael é financiado exclusivamente por meio da publicidade programática, que é operada em uma plataforma conhecida como DSP (demand side platform).

Há três anos, o Blog do Esmael não realiza venda direta de publicidade –delegando essa tarefa à programática– e não aceita anúncio de órgãos da administração pública direta e indireta nos três âmbitos (municipal, estadual e federal). Também não celebra contrato de publicidade com entidades sindicais ou de movimentos populares, mantendo-se independente do ponto de vista econômico.

Reafirmamos: a Centauro e outras empresas pró-fascismo não são bem-vindas no Blog do Esmael; elas vinham anunciando na nossa página devido ao alto fluxo e qualidade do nosso trabalho, reconhecida até por eles [direita] –sem que soubéssemos que tinha parte com o “Coiso”.

Portanto, as empresas ligadas ao fundamentalismo da extrema direita não nos farão falta porque o Blog do Esmael é financiado exclusivamente pela audiência de seus distintos leitores.