Presidente da OAB diz que País está à deriva e admite a discussão do impeachment de Bolsonaro após a pandemia

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo publicada nesta quarta-feira (22), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, considerou a possibilidade da entidade discutir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) após a pandemia de coronavírus.

“Depois da pandemia, acho que discussão é absolutamente cabível, tendo um olhar claro ao que ele fez durante esse período. Caberá ao conselho federal [da OAB] também [discutir]. Muita gente boa tem discutido se há até aqui ou não crime de responsabilidade, grandes juristas como Miguel Reale, acho que cabe abrir a discussão de forma democrática”, afirmou Santa Cruz.

LEIA TAMBÉM:
Com medo do impeachment, Bolsonaro pede conversa com o DEM e MDB

PT e Lula aprovam o ‘Fora Bolsonaro’ no Dia de Tiradentes

Paraná triplica internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave

“O presidente já deu todos os exemplos do mundo que está abaixo do que o cargo dele exige, mas ele foi eleito. Cabe às instituições dentro das suas possibilidades corrigir os rumos desse barco à deriva por abandono ou omissão do seu comandante”, avalia o presidente da OAB.