Ministro da falta de Educação tripudia de relato dramático da pandemia

Ministro da Educação, Abraham Weintraub.

O ministro da falta de Educação de Bolsonaro, Abraham Weintraub, continua perdendo preciosas chances de ficar calado para não passar vergonha e envergonhar o país.

Deste vez, ele tripudiou de um relato dramático de um médico do Equador sobre a pandemia do Coronavírus.

A folha de São Paulo publicou um depoimento de um médico intensivista de Guayaquil sobre o atendimento em Unidades de Tratamento Intensivo de pacientes com a Covid-19.

Em um dos trechos do relato o médico diz: “Minha sogra foi minha paciente. Minha segunda mãe. Ela faleceu. Saiu uma vez só, para ir ao supermercado. E nunca tossiu, tinha febre, mal-estar, achamos que fosse dengue. Ficou grave, foi intubada e em cinco dias morreu. Sou o chefe da UTI e não pude fazer nada. Isso foi muito forte para mim.”

E o ministro faz um comentário extremamente infeliz: “Mais uma morte suspeita…”

Suspeita de quê? De ter morrido de propósito? De ter sido inventada? De ter morrido de outra doença?

Imagino que se os Russos tivessem sido o país a enviar astronautas à Lua, os bolsonaristas como Weintraub iriam afirmar que era ‘fake news’.

LEIA TAMBÉM
De que país são essas crianças do Programa Pró-Brasil???

Estudo nos EUA sugere ineficácia da hidroxicloroquina, medicamento defendido por Trump e Bolsonaro para o tratamento da covid-19

Chanceler do Brasil surta e “denuncia” ameaça do “Comunavírus”

Com informações da Folha de São Paulo.