Humberto Costa cobra início do pagamento de auxílio emergencial a trabalhadores informais

Publicado em 1 abril, 2020

O senador Humberto Costa (PT-PE) afirmou, em pronunciamento via internet, que o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve deixar de lado sua “postura chantagista” com o povo e tomar providências para iniciar o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 às pessoas de baixa renda, já aprovado pelo Congresso Nacional.

“Antes de mais nada, é preciso que o presidente da República, Jair Bolsonaro, sancione o projeto que criou o auxílio”, disse o senador.

LEIA TAMBÉM:
#PagalogoBolsonaro é o recado das lideranças do PCdoB; assista

Dieese aponta cenários negativos, mas avalia que crise é chance de novo projeto para o país

Lula acusa Bolsonaro de espalhar o coronavírus no povo; assista

Para Humberto, é preciso refutar a afirmação do ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, de que o governo não tem meios para iniciar o pagamento antes de 16 de abril. Segundo o senador, a estrutura que garante o repasse de dinheiro do Bolsa Família, além do Cadastro Único, pode ser utilizada para esse fim. Ele argumentou ainda que o país tem recursos, ao contrário do que declarou o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“Eu próprio apresentei ao Senado Federal o projeto que autoriza o governo a utilizar os recursos do superávit financeiro das fontes de recursos existentes no Tesouro Nacional em 31 de dezembro de 2019, e que somam mais de R$ 1,3 trilhão. Portanto, é mentira que não haja fontes de recursos”, destacou o petista.

Humberto Costa ainda defendeu a aprovação do projeto que estende o pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 aos motoristas de aplicativo, aos taxistas, aos artistas e outras pessoas que atuam na área cultural.

Assista ao vídeo do pronunciamento:

Bolsonaro está isolado e perdido

ISOLADO E PERDIDO – Bolsonaro mentiu em cadeia nacional, mais uma vez, ao povo brasileiro. Ele tentou distorcer as palavras do diretor da OMS para justificar a política genocida que pratica no Brasil. Até hoje, ele não sancionou o projeto que garante uma renda mínima emergencial a milhões de brasileiros. Paulo Guedes diz que não sabe de onde tirar o dinheiro. Engraçado que para os bancos ele sabe direitinho como fazer.�

Publicado por Humberto Costa em Quarta-feira, 1 de abril de 2020

Com informações da Agência Senado.