Estátuas do Rio amanhecem de ‘máscaras’ para reforçar luta contra o coronavírus


A Prefeitura do Rio de Janeiro “vestiu máscaras” em mais de 40 estátuas da cidade, como forma de chamar a atenção da população para o decreto do prefeito Marcelo Crivella que tornou obrigatório o uso do adereço a partir desta quinta-feira (23).

Entre os monumentos mascaradas estão o Zumbi dos Palmares, no Centro, e Bellini, no Maranacã, na Zona Norte.

Com o uso das máscaras pela população, a prefeitura espera uma redução na velocidade do contágio do novo coronavírus. Os equipamentos de proteção individual vão permanecer por dez dias nas estátuas.

LEIA TAMBÉM:

Governo do Pará contrata 86 médicos cubanos para atuar no combate ao coronavírus

“Bolsonaro só vai cair se morrer muita gente infectada pelo coronavírus”, diz PR Pesquisas

PT inicia mobilização da militância pelo ‘Fora, Bolsonaro’

O decreto do prefeito Marcelo Crivella foi publicado no último sábado (18), em edição especial do Diário Oficial do Município.