Demissão de Moro é um ‘golpe para a democracia do Brasil’, diz Doria


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que a saída de Sergio Moro do Ministério da Justiça e Segurança Pública é um “golpe para a democracia do Brasil”. A declaração foi dada em coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (24).

“A saída de Moro é um golpe na Justiça, um golpe na liberdade, um golpe na democracia do Brasil. Lamento. Lamento muito que nosso País tenha que combater dois vírus: o coronavírus e o outro vírus que está no Palácio do Planalto, em Brasília. São Paulo reconhece e agradece o trabalho do ministro Sergio Moro ao longo de sua atuação como ministro. Foi republicano. Correto. Agiu de forma diligente com as autoridades de Segurança e de Justiça de São Paulo”, disse Doria.

LEIA TAMBÉM:

Panelaços e barulhaços em todo país durante pronunciamento de Bolsonaro nesta tarde

A delação de Sérgio Moro criou as condições para o impeachment de Bolsonaro

FHC pede que Bolsonaro renuncie “antes de ser renunciado”

A demissão de Sergio Moro provocou um terremoto político no governo Bolsonaro, ampliando as possibilidades de impeachment por crime de responsabilidade por interferência do executivo na indicação de cargos na Polícia Federal, segundo declarou o ex-ministro da Justiça.