#Covid: A infecção dos trabalhadores; atualização em 11 de abril

#Covid: A infecção dos trabalhadores – Atualização em 10/04/2020 – #LiveTVesmael

#Covid: A infecção dos trabalhadores – Atualização em 10/04/2020 – #LiveTVesmaelMultistreaming with https://restream.io/?ref=xmVzB

Publicado por Esmael Morais em Sexta-feira, 10 de abril de 2020

O metalúrgico Nelson de Souza, diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Curitiba e da Força Sindical do Paraná, falou ao Blog do Esmael nesta sexta-feira (10) sobre o avanço do coronavírus na classe operária e as medidas adotadas para proteger os trabalhadores.

O líder sindical denunciou empresas que estariam aproveitando a tragédia humana para se reestruturar e ganhar dinheiro com a crise da Covid-19.

Nelsão da Força também lamentou que empresários estejam se apropriando de incentivo governamentais e demitindo funcionários.

O debate ao vivo teve a participação do escritor e ativista social Milton Alves.

O Ministério da Saúde divulgou nesta neste sábado (11) o balanço diário da pandemia do Coronavírus no Brasil.

Os números da Covid-19 em 11/04 são:

  • 1.074 mortes
  • 19.943 casos confirmados

Na sexta-feira (10), eram 957 mortes e 18.176 casos confirmados de coronavírus no Brasil.

LEIA TAMBÉM
Human Rights aponta irresponsabilidade de Bolsonaro no combate ao coronavírus

Fim do confinamento antes da hora pode causar ‘retorno mortal’ da Covid-19, alerta OMS

São Paulo recebe pichações contra “Bolsonaro Assassino”

Assista a íntegra da entrevista com Nelsão da Força:

Bolsonaro, o Judas, é malhado em todo o País
Este sábado, 11 de abril, é o dia de malhar o Judas.

O presidente Jair Messias Bolsonaro é o próprio “Judas” dos tempos modernos. O Judas dos tempos do Coronavírus.

Ele traiu a nação com as reformas neoliberais –ao lado de Paulo Guedes– e ao contrariar o fim do isolamento social como medida para evitar contágio pelo coronavírus.

Bolsonaro é o “Anjo da Morte”. Defende a necropolítica, a política da morte, para se sustentar no poder.

Leitores de diversas partes do Brasil encaminham imagens ao Blog do Esmael de malhação ao Judas neste “Sábado de Aleluia”.

Motivos não faltam para que o boneco de Bolsonaro seja malhado pela população: perigo de infecção pela Covid-19, recessão econômica, desemprego, salários aviltados, fome, privilégios aos bancos, dentre outras maldades.

Bolsonaro é malhado hoje, com razão, em todo o País.