Coronavírus: Rússia envia avião com ajuda humanitária aos Estados Unidos

Publicado em 1 abril, 2020

A Rússia anunciou nesta quarta-feira (1º) o envio de um avião com ajuda humanitária aos Estados Unidos, onde a pandemia do novo coronavírus já deixou mais de 4.000 mortos.

Um Antonov-124 da Força Aérea russa “decolou com máscaras e equipamento médico com destino aos Estados Unidos”, informou o ministério russo da Defesa em um comunicado.

LEIA TAMBÉM:
EUA têm mais de 4 mil mortos por coronavírus

Pedido de impeachment de Bolsonaro recebe reforço de 1 milhão de assinaturas

1° de abril vira #BolsonaroDay em homenagem às mentiras do presidente

O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirmou que o presidente russo, Vladimir Putin, e seu colega americano, Donald Trump, conversaram sobre a ajuda durante uma conversa telefônica na segunda-feira (30). “Hoje, quando esta situação afeta o mundo inteiro sem exceção e se torna global, não há alternativa às ações que privilegiem a assistência mútua”, declarou Peskov na terça-feira.

“Trump aceitou a ajuda com gratidão”, declarou Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin. Alguns opositores do presidente americano acusam os russos de “explorarem politicamente a situação sanitária.

Contrapartida
“Oferecendo ajuda aos americanos, o presidente Vladimir Putin supõe que quando os fabricantes americanos de equipamentos e material médico estiverem em condições, também vão ajudar a Rússia se for necessário”, disse o porta-voz da presidência russa. Moscou também propôs ajudar a Itália, o país europeu com mais casos do coronavírus.

A Rússia, onde o Covid-19 matou até agora 27 pessoas e contaminou mais de 2.700, enviou na semana passada aviões com virologistas, equipamentos médicos e de laboratório e sistemas de desinfecção móveis para a Itália, onde a Covid-19 matou mais de 12.400 pessoas.

Por RFI