Com medo do impeachment, Bolsonaro pede conversa com o DEM e MDB


O presidente Jair Bolsonaro, cada vez mais isolado politicamente no Congresso Nacional e em guerra sem quartel contra o presidente da Câmara Rodrigo Maia (DEM-RJ), agendou conversas com os presidentes do DEM, ACM Neto, e do MDB, Baleia Rossi, informa a Folha de São Paulo.

O encontro do presidente com o deputado emedebista está marcado para esta quarta (22), e a reunião com o prefeito de Salvador, para quinta (23).

O gesto de Bolsonaro ocorre menos de uma semana após as manifestações a favor do fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF) e também da demissão do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta (DEM-MS).

As duas legendas, até o momento, estão fora do “toma lá, dá cá” oferecido por Bolsonaro a siglas como PP, Republicanos, PSD e PL para tentar formar uma base de sustentação no Congresso e sustar o risco de impeachment, que já acumula 17 pedidos na mesa de Maia.

LEIA TAMBÉM:

PGR pede diligências contra deputados bolsonaristas que participaram de manifestação golpista

Bancadas de deputados e senadores do PT na campanha pelo ‘Fora, Bolsonaro’

Tragédia do Coronavírus em Manaus com valas comuns e frigorífico para corpos

Com a corda no pescoço, Bolsonaro recorre aos velhos métodos da velha política. É a política como ela é – um velho jargão do Blog do Esmael.

*Com informações da Folha de São Paulo