Caixa antecipa pagamento da 2ª parcela de auxílio emergencial para quinta-feira (23)

A antecipação do pagamento da 2ª parcela do auxílio emergencial de 600 reais foi anunciada nesta segunda-feira (20) pelo presidente da Caixa Econômica Federal.

Na quinta-feira (23), trabalhadores informais e pessoas inscritas no Cadastro Único de Programas Sociais do governo federal (CadÚnico) nascidas em janeiro e fevereiro receberão a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras). A antecipação foi anunciada há pouco pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Na sexta-feira (24), será a vez de os beneficiários nascidos em março e abril receberem a segunda parcela. No sábado (25), o pagamento será feito aos beneficiários nascidos em maio e junho. Na segunda (27), receberão os nascidos em julho e agosto. Na terça (28), os nascidos em setembro e outubro, e na quarta-feira (29) os nascidos em novembro e dezembro.

Originalmente, o pagamento começaria na próxima segunda-feira (27) para nascidos de janeiro a março. A antecipação não afeta as pessoas inscritas no Bolsa Família, que continuarão a receber no calendário tradicional de pagamento do programa, nos últimos dez dias úteis de abril, de maio e de junho.

Segundo Guimarães, cerca de 5 milhões de brasileiros que ainda não tiveram a primeira parcela liberada receberão o pagamento inicial na quarta-feira (22) e a segunda parcela no dia seguinte.

Aplicativo
O presidente da Caixa anunciou que uma nova atualização do aplicativo Caixa Auxílio Emergencial, liberada hoje (20) para dispositivos móveis do sistema Android e amanhã (21) para o sistema iOS, permitirá que o usuário conteste benefícios negados e refaça o cadastro no aplicativo, com a correção de dados. A atualização do cadastro já está disponível para o aplicativo e o site auxilio.caixa.gov.br, não nas agências bancárias.

Os novos dados serão analisados pela Dataprev, estatal federal de tecnologia, e pelo Ministério da Cidadania, que definirão se o benefício será liberado. A atualização do cadastro, no entanto, não estará liberada quando duas pessoas da mesma família estiverem recebendo o auxílio.

Balanço
Segundo Guimarães, a Caixa já pagou o auxílio emergencial a mais de 24,2 milhões de brasileiros, num total de R$ 16 bilhões. Mais de 10 milhões de contas poupança digitais foram abertas sem custo. “Nesta semana, vamos pagar a 26,3 milhões de brasileiros. Isso é mais que a população da Austrália, que tem 25 milhões de habitantes”, disse.

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, disse que, até o fim da semana, 42 milhões de pessoas deverão estar recebendo o auxílio emergencial. “Estaremos bancarizando mais de 20 milhões de brasileiros que nunca tiveram conta bancária e dando condições para que o estado brasileiro enxergue aqueles que eram invisíveis e agora são visíveis”, disse. “Nenhum país fez um movimento deste tamanho com tanta segurança, tanta rapidez e atingindo aqueles que verdadeiramente mais precisam.”

O ministro comentou a suspensão, pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), da liminar que permitia a concessão do benefício a pessoas sem Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) ou com o CPF em situação irregular. Segundo Lorenzoni, o CPF é essencial para evitar fraudes no pagamento do auxílio emergencial.

“É importante lembrar que todo o sistema financeiro brasileiro é estruturado em cima dessa informação [o CPF], e é muito importante que pudéssemos manter a exigência. Só com o CPF, evitamos que mais de 70 mil prisioneiros recebessem o recurso que era direcionado para quem não precisa”, disse Lorenzoni.

LEIA TAMBÉM
Bolsa despenca, petróleo derrete e dólar sobe

Bolsonaro passa recibo e diz que não é coveiro; assista

Ministério da Saúde diz que errou e divulga novos números do Coronavírus

Randolfe Rodrigues afirma que Bolsonaro não pode ficar impune por desrespeitar a Constituição

Caixa Tem: saiba usar o aplicativo que permite movimentar a conta do auxilio emergencial

A Caixa Econômica Federal segue com o calendário de pagamentos do auxílio emergencial de R$ 600. Nesta segunda-feira (20), serão creditados os pagamentos para 6.154.392 pessoas, entre beneficiários do Bolsa Família e inscritos via aplicativo e site, que vão receber por meio de poupança digital da Caixa.

O aplicativo permite três transferências gratuitas para outros bancos a cada mês, pelos próximos 90 dias. O Caixa TEM também vai oferecer a possibilidade de pagamento de boletos e contas de água, luz, telefone etc. O usuário também pode consultar saldo e extrato, fazer pagamentos e transferências de até R$ 600 por transação e até R$ 1 mil por dia.

Mesmo que o depósito já tenha sido feito, o saque só vai poder ser realizado a partir do dia 27 deste mês. Até lá, os trabalhadores informais poderão movimentar a conta digital pelo aplicativo Caixa Tem.

Veja o passo a passo para movimentar o auxílio emergencial:
Passo 1:

O aplicativo Caixa Tem onde você vai ter a sua poupança digital e vai receber o auxílio pode ser baixado por todos os celulares pela Google Play ou pela App Store .

Passo 2 :

Após fazer o download do app Caixa Tem, abra o aplicativo e clique na opção “SOU BENEFICIÁRIO”.

Passo 3:

Digite o número do seu CPF para continuar.

Passo 4:

Na próxima tela, o usuário deve digitir um código de segurança que será enviado através de mensagens (SMS) do seu celular, após a utilização do aplicativo para solitictação do auxílio emergencial. A mensagem dirá o seguinte “Auxílio: Seu código é XXXXXX, válido até XX/0X/20. Não Compartilhe.” Caso você não tenha mais o código será possível gerar um novo.

Passo 5:

Depois de digitar o código uma tela com a mensagem: “Estamos quase prontos”. Aperte na opção “CONTINUA”.

Passo 6:

O aplicativo Caixa Tem solicitará o Login Caixa. Para aqueles que já se cadastraram em outros aplicativos como o do FGTS ou Habilitação Caixa será possível usar a mesma senha.

Se você nunca fez esse cadastro será preciso preencher algumas informações para continuar. Primeiro será o número do seu CPF, o nome completo, a data de nascimento e o endereço de e-mail. Por último, cadastre uma senha. A senha não poderá ter mais de 2 números em sequência (por exemplo 1 e 2 ou 8 e 9) nem poderá ser a data do seu nascimento. Aperte em não sou um robô.

Passo 7:

No e-mail deverá ter um com o nome Login Caixa. Abra e clique no link para confirmar suas informações. Se não encontrar o e-mail na caixa de entrada é possível que ele esteja na sua pasta de SPAM.

Passo 8:

O link irá redirecioná-lo para a tela de login. Digite o seu CPF e em seguida a sua senha.

Passo 9:

Mais algumas informações serão requisitadas como o número do seu celular e o CEP de onde você mora.

Passo 10:

O aplicativo irá direcioná-lo para a página principal. Aperte em “Auxílio Emergencial”.

Passo 11:

Uma nova tela irá aparecer com a mensagem “Por aqui você pode consultar o seu Auxílio na sua conta Poupança Social Digital”. Clique na opção “Consultar o Auxílio na Poupança Social Digital”. Então a mensagem “Vinculação de Dispositivo ao CPF” irá surgir. Aguarde.

Passo 12:

Para vincular o seu celular ao app Caixa tem será enviada a você uma mensagem de texto (SMS). Aperte em receber código. Em seguida, cheque suas mensagens e, se já recebeu o número, digite no aplicativo e clique em “Enviar”.

Passo 13:

Para facilitar a identificação de qual aparelho está cadastrado no Login Caixa escolha um nome e digite no campo “Nome do Dispositivo”. Poderá ser a marca ou o modelo do seu celular, por exemplo.

Passo 14:

Você estará de volta na tela inicial e poderá consultar o seu benefício clicando na primeira opção “Auxílio Emergencial”. O usuário poderá consultar seu saldo, extrato e realizar pagamentos e transferências quando receber o valor.