Bolsonaro leva parlamentares e assessores para aglomero em coletiva; assista

Mais uma ‘muvuca’ com direito a ‘barraco’ foi protagonizada pelo presidente e seus apoiadores. Bolsonaro levou uma série de deputados, ministros e assessores para uma coletiva na cerca do palácio da Alvorada.

Formou-se um grande aglomero, com dezenas de pessoas sem máscara ou qualquer cuidado para evitar a disseminação do Coronavírus.

Confira os vídeos:

Bolsonaro responsabiliza governadores e prefeitos por mortes

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta quarta-feira (29) que a responsabilidade pelas mais de 5 mil mortes por coronavírus no Brasil é dos governadores e prefeitos, e não dele.

“Questão de mortes, a gente lamenta as mortes profundamente. Sabia que ia acontecer. Agora, quem tomou todas as medidas restritivas foram governadores e prefeitos”, disse Bolsonaro a jornalistas na saída do Palácio da Alvorada.

“Essa conta tem que ser perguntada para os governadores. Perguntem ao senhor João Doria, ao senhor (Bruno) Covas, de o porquê terem tomado medidas tão restritivas e continua morrendo gente. Eles têm que responder. Vocês não vão colocar no meu colo essa conta”, completou.

LEIA TAMBÉM:
‘Quer que eu faça o quê?’, diz Bolsonaro sobre nº de mortes no Brasil maior que na China

Pandemia aumentará fome e pobreza na América Latina, alerta FAO

Lula:‘Falta respeito de Bolsonaro com as vítimas do coronavírus’

Questionado se não tinha nenhuma responsabilidade sobre as mortes, o presidente disse: “A pergunta é tão idiota que eu não vou responder”.

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (28) o registro de 5.017 óbitos pelo novo coronavírus no Brasil. Com isso, o país passou a China no número de mortes pela Covid-19 – até agora, a nação asiática registrou 4.637 vítimas fatais.

Com informações do O Globo.