Bolsonaro fica de cabelo em pé com nova pesquisa sobre combate ao coronavírus; confira

Paraná Pesquisas divulgou nesta quinta (9) novo levantamento sobre o combate ao coronavírus no Brasil, que deixou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e seus principais assessores de cabelo em pé no Palácio do Planalto.

Segundo o instituto, na gestão da crise do coronavírus, 57,6% dos entrevistados confiam mais nas informações do ministro da Saúde, Henrique Mandetta, do que nas de Bolsonaro.

As informações do presidente da República são confiáveis para apenas 37,5%.

De acordo com a Paraná Pesquisas, 56,2% consideram que Jair Bolsonaro conduz a luta contra a Covid-19 de forma inadequada ante 38,7% que acreditam ser adequada.

LEIA TAMBÉM
Manifesto pela renúncia de Bolsonaro recebe adesão de parlamentares e abre plataforma para assinaturas da sociedade

Robôs do ‘Gabinete do Ódio’ de Bolsonaro pedem #JairNobeldaPaz

Saiba como e onde receber o auxílio emergencial de R$ 600

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, está conduzindo a crise do coronavírus de forma adequada para 65,7%; no entanto, 28,7% acham que não.

O isolamento social é apoiado por 65,1% dos entrevistados, que são a favor do modo que está sendo feito. São contrários 31,1%.

Para 58,9% dos brasileiros, Jair Bolsonaro não está muito preocupado com a doença do coronavírus. Ele estaria mais focado na crise econômica. Somente 31,3% acreditam que ele se preocupa em proteger a sociedade da infecção do vírus.

66,9% se dizem mais preocupados com a sua saúde e de sua família neste momento; 27,2% com a situação financeira própria e da família.

A Paraná Pesquisa ouviu 2.372 eleitores brasileiros de 26 estados e o Distrito Federal entre os dias 6 e 7 de abril de 2020. A margem de erro é de 2% para mais ou para menos.