Vírus da Gripe Espanhola matou o 5º presidente da Velha República em 1918

Compartilhe agora
Governador do Paraná, Ratinho Junior, esteve junto com Bolsonaro durante evento com brasileiros na Flórida, EUA.

A suspeita de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi contagiado pelo coronavírus gera preocupação às autoridades de saúde e ao governo, que teme desabastecimentos e outros impactos na sociedade brasileira.

Também veio à mente em alguns circuitos o perigo da pandemia do coronavírus na política, pois, em 1918, a Gripe Espanhola –do tipo vírus influenza– matou o então 5º presidente da Velha República, Rodrigues Alves, antes de assumir seu segundo mandato.

Apesar da triste história, não há relação com o caso de Bolsonaro. Ele apenas está sendo monitorado porque esteve com seu secretário de Comunicação, Fábio Wajngarten, que foi diagnosticado “positivo” no teste de coronavírus.

LEIA TAMBÉM
Wajngarten da Secom pode ter transmitido o Coronavírus para Trump e Bolsonaro

Secretário de Comunicação de Bolsonaro está com coronavírus, diz jornalista

Prefeito de cidade italiana proíbe ‘surubas’ para conter coronavírus

Com Bolsonaro, Guedes e Coronavírus o Dólar ultrapassa os R$ 5,00

Segundo a Folha, o presidente Bolsonaro passou por exames, mas outras personalidades tiveram contato com a comitiva presidencial nos Estados Unidos. São elas:

  • General Fernando Azevedo e Silva (Defesa)
  • Ernesto Araújo (Relações Exteriores)
  • General Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional)
  • Bento Albuquerque (Minas e Energia)
  • senador Nelson Trad (PSD-MS)
  • senador Jorginho Mello (PL-SC)
  • deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP)
  • Daniel Freitas (PSL-SP)
  • Filipe Martins (assessor especial)
  • Gilson Machado (presidente da Embratur)
  • Jorge Seif Júnior (secretário especial de Pesca)
  • Ratinho Junior (governador do Paraná)

Bolsonaro não comentou nada sobre a possibilidade dele estar contaminado com o coronavírus. O presidente também não falou sobre o diagnóstico positivo do vírus em seu secretário de Comunicação.

Além de ficar próximo de seu secretário de Comunicação, Bolsonaro também esteve juntinho do presidente dos EUA, Donald Trump, igualmente com suspeita de coronavírus.

Trump jantou com o presidente do Brasil Jair Bolsonaro no último sábado à noite.

O coronavírus se pega por meio de gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, aperto de mão, etc.

Com informações da Folha.