Oposição vai pedir devolução da MP 926 que retira poderes dos estados

Publicado em 22 março, 2020

Líder do PT na Câmara, deputado Enio Verri (PR).
Os partidos de oposição discutiram neste sábado (21) a medida provisória (MP 926/2020), enviada por Jair Bolsonaro e que promove uma série de restrições em iniciativas que já vinham sendo adotadas pelos governadores em seus respectivos estados para o combate à pandemia de coronavírus.

Conforme o líder do PT na Câmara, Enio Verri (PR), os partidos foram unânimes em defender a devolução da MP 926 ao Executivo. E farão o pedido aos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

LEIA TAMBÉM:
Para enfrentar governadores, Bolsonaro edita MP e decreto para definir atividades essenciais

STF quer informações do governo sobre impacto do teto de gastos no combate ao coronavírus

Na Argentina, governo passa sensação de segurança à população

De acordo com Verri, a MP enviada por Bolsonaro é mais um desserviço à nação em tempos de combate ao coronavírus. Para o líder, a medida provisória cria uma crise federativa e tira poderes dos estados, os quais já trabalham de forma organizada no combate ao Covid-19.

“Os governadores já tomaram iniciativas importantes para enfrentar a crise. O momento é de unir esforços e não concentrar esforços. Assim, essa medida não ajuda neste momento de enfrentamento à crise”, ressaltou Enio Verri.

Participaram da reunião representantes do PT, PCdoB, PSOL, PDT e PSB.

Confira aqui o conteúdo da MP 926.

As informações são do PT na Câmara.