Elizabeth Warren desiste de disputa Democrata à presidência


A senadora progressista Elizabeth Warren, pré-candidata democrata à Casa Branca, suspendeu nesta quinta-feira (5) sua campanha nas primárias do partido. “Hoje, suspenderei nossa campanha para presidente”, anunciou a política americana de Massachusetts, depois dos resultados negativos em vários estados na “Superterça”, declarou.

Durante entrevista coletiva, a senadora disse que ainda não irá declarar apoio a outro candidato. Mas, segundo ela, apesar de não estar mais na corrida para enfrentar o presidente Donald Trump, “essa luta, nossa luta, não acabou”. “Nosso lugar nessa luta não acabou”, acrescentou.

Warren, de 70 anos, não venceu nenhuma das quase 20 primárias democratas realizadas até agora. Ela chegou a aparecer entre os favoritos nas pesquisas, mas acabou sofrendo derrota até no estado que representa no Senado.

LEIA TAMBÉM:

Bloomberg desiste de primárias Democratas para apoiar Biden

Biden e Sanders polarizam apuração na Super Terça do Partido Democrata nos EUA

Vigília contra despejos rurais no Paraná recebe visita de deputados nesta sexta

A senadora era a última mulher na disputa pela indicação democrata. Identificada com as alas mais à esquerda da legenda progressista, Warren apostou na bandeira da luta contra a desigualdade social para se destacar. Com sua desistência, a briga para enfrentar Trump será entre o senador de Vermont, Bernie Sanders, e o ex-vice-presidente Joe Biden, que venceu em 10 dos 14 estados na “Superterça”.

Fonte: ANSA