Drauzio Varella responde a ataques de bolsominios nas redes sociais

O médico Drauzio Varella abraça a detenta Suzy, um travesti de 30 anos, após reportagem no Fantástico, da Globo, revelar que ela não recebia visitas havia 8 anos.

O médico Drauzio Varella, pelo Twitter, respondeu aos ataques de bolsominions acerca de reportagem no programa Fantástico, da Rede Globo, que foi ao ar no domingo passado (1º/3).

A rede de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro levantou hoje (8) a hashtag #BoicoteAGlobo utilizando como gancho a excelente reportagem do médico numa cadeia de São Paulo.

“Sou médico, não juiz”, diz um trecho da nota de esclarecimento divulgada por Drauzio (abaixo, leia a íntegra).

“É preciso iniciar um boicote massivo contra a Rede Globo. Comece hoje mesmo. Desligue esse lixo que promove estuprador e assassino de criança”, ordenou Leandro Ruschel.

LEIA TAMBÉM
Pastor Malafaia bate-boca com Olavo de Carvalho: ‘o guru é um astrólogo idiota’

Assista: Véio da Havan, surtado, convoca manifestação do dia 15 de março

Sobe para 20 casos confirmados de coronavírus no país

“Bolsominions, quando vocês forem fazer o “#BoicoteAGlobo” não esqueçam de boicotar todos esses canais do Grupo Globo! Mão sobre a boca, Mão sobre a boca”, recomendou outro perfil, declinando os canais da Rede Globo:

  • TV Globo
  • SporTV 1 e 2
  • Premiere
  • GloboNews
  • GloboPlay
  • Multishow
  • Telecine
  • Viva
  • GNT
  • Gloob
  • Megapix

NOTA DE ESCLARECIMENTO DO MÉDICO DRAUZIO VARELLA

“Há mais de 30 anos, frequento presídios, onde trato da saúde de detentos e detentas. Em todos os lugares em que pratico a Medicina, seja no meu consultório ou nas penitenciárias, não pergunto sobre o que meus pacientes possam ter feito de errado. Sigo essa conduta para que meu julgamento pessoal não me impeça de cumprir o juramento que fiz ao me tornar médico. No meu trabalho na televisão, sigo os mesmos princípios. No caso da reportagem veiculada pelo Fantástico na semana passada (1/3), não perguntei nada a respeito dos delitos cometidos pelas entrevistadas. Sou médico, não juiz. Drauzio Varella.”

Contraditoriamente, segundo pesquisas, são os bolsominions a maioria dos telespectadores do programa #BBB20, por exemplo, bem como do Domingão do Faustão.

A campanha contra Drauzio Varella e o levantamento da hashtag #BoicoteAGlobo começou com um post do site de extrema direita O Antagonista.

“Trans abraçada por Drauzio Varella no Fantástico estuprou e estrangulou menino de 9 anos”, berrou O Antagonista, que emendou: “Ele deixou o corpo da criança apodrecer em sua sala por 48 horas.”

Na verdade, a guerra de guerrilha entre bolsominions e Globo ocorre em virtude da manifestação no próximo dia 15 de março contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF). É uma estratégia para aquecer o “gado” antes de sair às ruas.

Globo, Folha e Bolsonaro já acertaram as “diferenças” na semana passada. O leitor do Blog do Esmael já sabe que ambos os veículos fizeram uma trégua em nome da reforma administrativa, que ferra os servidores públicos brasileiros.