Decisão do STF atrasa ainda mais a Aliança Pelo Brasil, novo partido de Bolsonaro

Publicado em 4 março, 2020
Compartilhe agora!

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve nesta quarta-feira a regra de que os eleitores que apoiam a criação de um novo partido não podem ser filiados a outra legenda.

A decisão torna mais distante a oficialização da Aliança Pelo Brasil, novo partido do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, até esta segunda-feira, 5.499 assinaturas em favor da criação da nova sigla foram consideradas válidas, 51.765 estão em fase de impugnação (contestação), 2.827 ainda em análise por cartórios e outras 13.419 já foram descartadas por uma série de motivos, entre eles a questão da filiação e o fornecimento de informações incompletas.

São necessárias 492 mil assinaturas para o registro da legenda.

O partido do Clã Bolsonarista está 100% fora das eleições municipais. Resta saber se conseguirá participar das eleições gerais de 2022.

Com informações do Globo e do Estado de Minas.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro leva comediante para entrevista e não fala sobre ‘pibinho’

Regina Duarte demite presidente da Funarte que afirmou que o rock leva às drogas, ao aborto e ao satanismo

Congresso retoma hoje votação de veto a orçamento impositivo

Compartilhe agora!